Proteína e Atividade física

27 de julho de 2015

Pé de Feijão!

27 de julho de 2015

Beliscar e coçar, é só começar!

27 de julho de 2015
atividadefísica
PEDEFEIJÃO
ohabitodebeliscar

Seguir uma alimentação diferente daquela que estamos habituados não é fácil. Na maioria das vezes porque resolvemos nos submeter a dietas loucas, que tem como objetivo central restringir todo e qualquer alimento que a gente goste. Tem gente que corta o pão, tem gente que corta o queijo… tem de tudo.

Mas mesmo quando a gente resolve se reeducar com um plano de alimentação sério e coerente, continua difícil. Isso porque temos hábitos que estão tão enraizados na nossa vida, que o problema não é o que comemos, mas como comemos.

Dentre os comportamentos mais comuns, está o hábito de abrir a geladeira e beliscar o que está pela frente.

Imagine a situação: você chega exausta (o) depois de um longo dia de trabalho. Pode até ter se saído bem durante o dia: comeu tudo certinho, está feliz… mas quando você chega em casa, tem aquela necessidade maluca de abrir a geladeira e dar uma beliscada. Depois, senta no sofá, tira os sapatos, liga a televisão, fica uns 5 minutos com o pensamento meio perdido, pega ‘só mais dois biscoitinhos’ e vai tomar um banho. Após todo esse processo você resolve tomar um belo banho e preparar o seu jantar, beliscando novamente alguma coisinha que está por aí.

Esse ato de ‘beliscar’ assim que você chega em casa é um hábito – que nada mais é que um ciclo de deixa-rotina-recompensa. Um hábito se forma a partir de um processo como esse descrito abaixo:

beliscar

A deixa é a sensação de ‘cheguei em casa’, a rotina é ‘beliscar’ e a recompensa é o prazer que a comida dá. Por isso, é importante mudar esse ciclo. É como se seu cérebro só se desconectasse do trabalho e se sentisse realmente em casa somente quando você abre a geladeira e procura vagamente por sua recompensa. Perceba que você pode até estar com fome esse horário, mas não está comendo por fome, e sim por hábito.

Porém, como deixar de lado aquela maravilhosa sensação de abrir a geladeira e deixar sua mente vagar enquanto come alguns pedacinhos de queijo?

Reorganizar sua geladeira de uma maneira inteligente é a primeira solução. Geralmente guardamos os nossos alimentos aleatoriamente, ou então seguimos a ordem ‘organizativa’ da geladeira das nossas mães.

‘First seen, first eaten’

No livro ‘Slim By Design’ do Brian Wansink, ele explica que o primeiro alimento que você vê tem uma chance 3 vezes maior de ser escolhido do que os outros vistos posteriormente.  Em um um estudo realizado pelo mesmo autor, ele sugeriu que as pessoas colocassem as frutas e legumes na parte mais alta da geladeira, e as comidas menos saudáveis para a parte mais baixa.

Depois de uma semana as pessoas do estudo relataram ter comido 3x mais frutas e vegetais do que uma semana antes do experimento.

Obviamente existe uma preocupação com a conservação. Frutas e legumes geralmente são armazenadas na parte mais baixa do refrigerador pois é a parte menos fria, mantendo as frutas e legumes em um bom estado por mais tempo. Para não precisar mudar toda a ‘decoração’ da geladeira, o interessante é criar outros artifícios para driblar os beliscos.

REDECOREGELADEIRAO mais inteligente seria substituir o hábito de chegar em casa beliscando por outro. Uma vez que o ciclo do hábito se forma pela cadeia deixa – rotina – recompensa, a idéia é substituir a rotina e a recompensa por outras (já que a deixa é chegar em casa). Então deve-se pensar numa recompensa satisfatória, algo que satisfaça nosso corpo ou mente, nos deixe feliz. Depois, em como alcançar essa recompensa.

Se você é viciado em séries, substitua a ida a geladeira (rotina) por um episódio da série. Se você ama seu cachorro, substitua a geladeira por um passei com ele. Se você gosta de meditar, substitua a geladeira por 15 minutos de meditação. Se você gosta de livros, substitua a geladeira por 1 capítulo do livro atual. Se você gosta de dormir, substitua a visita a geladeira por uma soneca de 30 minutos.

Existem mil maneiras de fazer isso, porém não julgo o caminho mais fácil. Isso porque você pode, mesmo depois de tudo,  continuar visitando a geladeira.

Aí existem duas soluções

Já deixar suas refeições prontas é a primeira das idéias. Isso evita de você ficar com preguiça de preparar sua refeição e sair apenas beliscando como se não houvesse amanhã – ou não ligar para a pizzaria mais próxima. Isso existe logística e algum tempo livre? Sim. Mas some o tempo que você fica beliscando pra lá e para cá: com certeza serão minutos suficientes para preparar algo gostoso, saudável e fácil. Você não precisa ser nenhum mestre cuca: basta algumas pesquisas na internet – e até pedir uma ajuda pra sua nutricionista.

slimbydesign

A outra idéia é deixar alimentos de boa qualidade nutricional para beliscar. Obviamente, não é porque algo é ‘saudável’ que você pode comer até cansar (se você estiver tentando emagrecer)… mas substituir as 4 fatias grossas de queijo por cenourinhas cortadas te leva ao seu objetivo com maior facilidade.

Por isso, deixe sempre essas opções a vista. Coloque os pacotes de biscoito e os potes de balinhas dentro dos armários. Deixe as cenourinhas, tomates, erva doce, tomatinhos, frutas picadas sempre na parte superior da geladeira. Voilá! Se a regra de Wanskink realmente funciona, você terá uma melhora no seu consumo alimentar.

E claro, a regra básica: pense antes de comer. Comer consciente, com atenção plena naquilo que está fazendo, é essencial. Se questione se aquilo realmente é capaz de matar sua fome, se não está exagerando e se esse alimento te ajuda nos seus objetivos.

Quem experimentar a idéia de tornar as tentações ‘invisíveis’ me conte se funcionou! :)

Até a próxima!

Beijos!