Diário da Nutri – parte 2

9 de maio de 2013

Já bebeu leite hoje?

9 de maio de 2013

Da feira pra sua mesa

9 de maio de 2013
empty image
empty image

Se tem uma coisa que eu gosto muito em São Paulo, são as feiras de verduras, legumes e frutas.

Compras na feira! #realfood
Hoje postei uma foto no instagram (segue lá @naocontocalorias) de uma compra que fiz hoje na feira que acontece toda quinta, pertinho de onde trabalho.
E aí, me perguntaram algumas coisas:
Mas as frutas e legumes descascadas não tem perda de nutrientes? 
Sim. Mas algumas são inviáveis de se descascar! Infelizmente…  Como disse em algum post, eu faço tudo sozinha, então em alguns momentos prefiro poupar o tempo. No caso foi a mandioca, o abacaxi, a abóbora e a couve (na verdade, a couve eu comprei picada porque pra armazenar na geladeira fica mais fácil, do que guardar aquela quantidade de folhas!).
Mas voltando ao assunto, eu prefiro ainda assim comprar os vegetais, frutas e legumes ‘complicados’ de descascar do que substituir por outros alimentos industrializados. As frutas e legumes, mesmo tendo seus nutrientes ‘perdidos’ no momento do processamento, ainda tem fibras, o açúcar natural delas (a frutose), água, além de gorduras saudáveis e nutrientes que não se perdem. Além disso eu irei congelar alguns produtos (ou seja, já haveria perda de nutrientes). No caso da foto, a mandioca eu não preparo tudo de uma vez, então congelo o que sobrar; e o abacaxi bato no liquidificador (sem água) e congelo também (depois ensino como faço!).
E os agrotóxicos?
Infelizmente a feira que eu frequento não tem produtos orgânicos. Se tivesse iria dar preferência principalmente para alguns alimentos que são campeões do agrotóxico (no caso da foto, o morango). Talvez não comprasse todos na parte orgânica, pois são alimentos mais caros. Mas se fosse financeiramente viável, porque não? Quem pode comprar, sempre dê preferência aos orgânicos.
Mas a verdade é que a grande maioria não pode comprar produtos orgânicos sempre, e precisamos comer frutas e legumes. Entramos novamente na dúvida: vale mais a pena comer uma fruta com agrotóxico ou um pacote de biscoitinhos com acidulantes, conservantes e corantes? Isso é uma escolha totalmente pessoal. Só não vale usar a desculpa do agrotóxico para deixar de ingerir as frutinhas!
 
E o preço?
Bem, a feira muitas vezes pode ser financeiramente mais interessante. Hoje, por exemplo, fui no final da feira, de maneira totalmente aleatória (era o horário que eu tinha para ir) e concluí que vai se tornar um hábito! Fiz todas essas compras com 27 reais, e olha que nem pechinchei. Comprei uma caixa de figos de 8 por 4 reais. A goiaba, que estava sendo vendida 4 por 10 … virou 3 por 5! Adorei! Ainda mais que fazer compras de alimentação está cada vez mais caro.
 
E onde encontro as feiras?
 
As feiras livres de São Paulo estão espalhadas por todos os bairros. Nesse site (http://feiralivre.cc/) você pode achar a feira mais próxima de você. Já as feiras de orgânicas existem nos seguintes endereços:
Parque da Água Branca – Terça/Sábado/Domingo de 07:00 as 12:00 horas – Água Branca
Ibirapuera (Rua Tutóia, estacionamento da Igreja Santíssimo Sacramento) – Sexta-feira de 07:30 as 13:30 – V. Mariana
Pacaembu, na Praça Charles Miller – Quinta Feira de 07:30 as 13:00 horas – Pacaembu
Chácara Santo Antônio – Quinta Feira de 06:30 as 13:00 horas – Rua São Benedito.
Parque Burle Marx – sábados de 07:00 as 13:00 – Morumbi
Em outras cidades eu não pesquisei, mas quem ler e achar interessante, compartilha nos comentários!
Já as feiras orgânicas podem ser observadas a partir de uma listagem que o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) fez em 22 capitais brasileiras. Basta clicar aqui para verificar.
Depois vou postar o que fiz com cada produto comprado!
Beijos,
Marina