Restrição não é privação

19 de dezembro de 2014

Desafio de natal: chester, tender, peru e frango

19 de dezembro de 2014

Desafio do natal: frutas secas!

19 de dezembro de 2014
empty image
empty image

Frutas secas estão sempre na alimentação de quem quer praticidade (ou quer ser ‘fitness’). E no final do ano elas se multiplicam nas gôndolas dos supermercados. Além delas, pêssegos, cerejas, uvas e outras frutinhas natalinas agradam ou desagradam todo mundo.

desafiofrutas

Eu contei no post do panetone que eu detesto fruta cristalizada. Porém – me julguem – eu amo aquela cereja de chuchu.

Sim, cereja de chuchu! Aquela cereja ‘ ao marrasquino’ na verdade é um chuchu cozido conservado em calda de groselha com bastante açúcar, que enfeita o topo dos bolos (mas eu também adoro a cereja ‘natural). Alguns chamam de ‘chuchureja’, hahahaha.

Mas voltando as mil frutas e oleaginosas (castanhas e etc), o que cada uma tem de bom?

Primeiro, vamos entender a diferença entre fruta seca e cristalizada. A fruta seca é aquela que tem sua água retirada, ficando concentrados todos os seus nutrientes (é o exemplo do damasco, da uva passa, etc). A fruta cristalizada é submetida a vários ‘banhos’ de açúcar, até que a água da fruta saia e entre o açúcar do caldo. A partir daí já dá pra imaginar que uma é rica em açúcar branco e a outra tem apenas o açúcar da própria fruta (no caso, a frutose).

As oleaginosas são as castanhas, amêndoas, nozes… No Natal fazem o maior sucesso. Quem nunca abriu uma noz fechando uma porta? Quando eu era criança fazia isso demais! #saudades.

oleaginosas

Nessa época os pêssegos e nectarinas estão lindos e as cerejas maravilhosas e bem mais baratas. E as lichias… Preferencialmente, opte pelas versões naturais. Em calda, você pode e deve consumir, mas de maneira moderada!

frutas natalinas

(calculadas em 100g)

Agora já tá chegando a hora da ceia! E aí, qual a sua comida típica da época preferida?

Mil Beijos!