Na mídia: Glamurama!

9 de abril de 2013

E a batata doce???

9 de abril de 2013

Não conto calorias… mas conto história!

9 de abril de 2013
empty image
empty image
Essa é a história da M. Publicitária de 26 anos.

Achei interessante falar sobre ela, pois é uma pessoa que não comete ‘excessos dietéticos’, aprendeu a se alimentar de uma forma correta e inteligente, e descobriu que a atividade física é uma grande aliada na perda de peso e na construção de um corpo esteticamente bacana. Sem neuroses, sem excessos e com muita consciência!

“Nunca fui gorda e nem tive problemas com meu peso. Pelo meu tipo físico, sempre soube que seria impossível ter 50 quilos, mas não me importava muito em manter meu peso.

 

Meu corpo começou a mudar há 2 anos, quando viajei para o Canadá. Fui morar com uma família que só cozinhava alimentos orgânicos e leves. Durante a janta, chegava a contar verduras e legumes de seis cores diferentes no meu prato. 

 

No começo foi difícil me acostumar. Tive que parar de jantar pão de queijo e começar a comer aquilo que colocavam no meu prato. No Canadá foi também onde aprendi a importância do café da manhã. Para os canadenses (que são magros e posso garantir que vi poucas pessoas acima do peso durante minha estadia) o café da manhã é a refeição mais importante do dia, principalmente no inverno. Comer bem nesta hora, garantia que o corpo estivesse mais preparado para aguentar o frio. Eu, que não comia nada no café da manhã, tive que aprender a saborear uma tigela de cereais com mel, ou fatias de pão integral com geléias, tudo acompanhado por uma xícara de chá ou de café.

Mantenho o mesmo peso há dois anos, só que parecia estar mais gorda do que estou. Foquei que iria mudar meu corpo e iria transformá-lo em bonito e saudável. Sabia que teria que fazer duas coisas: começar a academia e aprender a escolher o que comprar no mercado.  Descobri que alguns alimentos saciam mais a vontade de comer e tive que experimentar muita coisa até saber do que eu gostava.

 

Então fiz algumas mudanças na minha alimentação e comecei a fazer exercício físico. Exercício é uma obrigação para quem quer perder peso e ser saudável. Escolha o que te agrada. Força de vontade e empenho são fundamentais. É preciso também paciência, por que suas celulites e gorduras localizadas não serão eliminadas rapidamente.

Sou uma pessoa que acredita que o segredo é comer de tudo, sem cortar alimentos durante muito tempo. De nada adianta perder 5 quilos por semana tomando remédios e depois engordar mais 10 quilos, quando cortar a medicação. Ir emagrecendo aos poucos, educando o corpo e o paladar, garantem que a perda de peso será mais duradoura.

Uma coisa importante é saber qual é seu tipo físico, entender o seu corpo. Não se iluda ao ponto de querer mudar seu tipo físico, pois isso só irá te desanimar e fazer você deixar o regime e os exercícios de lado.”

De quebra, ela ainda deu umas dicas práticas, simples e válidas pra quem quer começar a se educar. Lembrando que é muito importante a opinião de um profissional sério!

“- Adiconei geléias na minha dieta. Como são muito doces, acabo comendo menos do que comeria se fosse uma barra de chocolate!

 

– Cortei refrigerantes (tomo só aos fins de semana ou datas especiais) e reduzi o açúcar do café. Com o tempo, seu paladar fica adaptado a comer menos açúcar;

 

– Sou chocólatra, e comecei a comer chocolates amargos e meio amargos, pois eles são menos gorudrosos. Se você não gostar, aí o jeito é reduzir o chocolate da alimentação;

 

– Não fico várias horas sem comer. Nos lanches intermediários adicionei os biscoitos e barras integrais;”

  

Fotos do instagram da M.! Em sentido horário 1)Bolo de cenoura com cobertura de chocolate – super gostoso, num momento fim de semana. 2) Chocolate amargo 70%. 3) Saladinha do almoço. 4) Sopa de feijão no jantar.

Espero que tenham gostado!

Até a próxima!

Marina