Batalha de produtos: creme de amendoim

3 de novembro de 2014

Fruta é carboidrato?

3 de novembro de 2014

O preço da alimentação saudável – parte 1

3 de novembro de 2014
empty image
empty image

Tem muita gente que diz que ‘fazer dieta é caro’. Mas será mesmo?

Uma alimentação saudável requer comida de verdade. Hoje vi uma foto do Jamie Oliver que dizia: “comida de verdade não contém ingredientes, comida de verdade é o ingrediente”. E é bem por aí.

Captura de Tela 2014-11-03 às 16.23.46

Não sou radical ao ponto de achar que não podemos comer alimentos industrializados, afinal, eles estão aí para facilitar nossa vida. Mas não se enganem ao ver o pacote de um produto prometendo todas as vantagens do mundo, ao invés de escolher aquele alimento mais tradicional, usual e natural. Claro que existem produtos bons que são um pouco mais caros… mas algumas trocas são incoerentes e desnecessárias. Por isso resolvi escrever esse post – que será dividido em vários posts. E essa é a versão 1!

 

goiaba e goji

 

A frutinha Goji Berry (que já falei sobre ele aqui) foi a vedete da alimentação de muita gente – e ainda é. Uma das alegações mais fortes para o consumo dela é a quantidade de vitamina C – um excelente antioxidante para o nosso corpo. Porém porque comer uma frutinha azeda (é ruim, viu gente?) se você pode comer outras frutas ricas em vitamina C muito mais gostosas – e que tem outros atributos? Com um valor aproximado de 13 reais você compra 50g de goji berry, enquanto com 5 reais você compra 500g de goiaba.

aveia

 

A dieta dukan arrastou (e ainda arrasta) uma legião de fãs que corre atrás de resultados ultra milagrosos. E claro que a indústria não ia ficar para trás: aproveitou a fama do Dr. Dukan (ou ‘do cão’ como algumas pacientes que faziam a dukan costumam chamar) e produziu vários alimentos. Na dieta Dukan um dos poucos carboidratos permitidos é o farelo de aveia. A caixa com a marca Dukan (de 250g) custa 7 reais, enquanto a aveia a granel (na mesma quantidade) custa 2,50 reais e a aveia de marcas conhecidas (como a quaker) custa 2,34 reais. A MESMA AVEIA.

cafeina

Esse produto eu resolvi colocar pela demanda: vááááárias pacientes me perguntam sobre ele. É mais um ‘suplemento de cafeína destinado a aumentar a resistência em exercícios físicos. Ativa o metabolismo e intesifica a queima de gordura’ – descrição do fabricante. Que a cafeína tem um fator termogênico e pode melhorar o rendimento físico isso é inegável. Além disso ele contém óleo de cártamo (que é uma fonte de ômega 6). Uma caixinha com 62 cápsulas custa, em média, 77 reais. Com 31 reais você compra café e nozes (que tem, respectivamente, cafeína e ômega 6) para o mesmo período de tempo.

banana verde

E para terminar… a farinha seca barriga! Essa feeeeeebre que pegou muita gente (também já escrevi sobre isso aqui) virou uma maneira de acreditar na barriga chapada sonhada por tanta gente. Além de não ser milagrosa, ela não passa de uma fonte de fibras. Sabemos que vários alimentos são ricos em fibras, mas fui um pouco mais além de alimentos, e comparei a farinha seca barriga com uma preparação: biomassa de banana verde – que logo mais vai vir blog sobre isso por aqui! E o kg de banana é apenas 4 reais – e rende biomassa até cansar! 

Ou seja: gasta muito quem se informa pouco! Eu sei que existe um glamour em torno de um monte de produtos, e claro que vários outros tem sua utilidade… Mas se você se propõe a comer de maneira saudável e prática, reveja seus conceitos em relação aos gastos envolvidos com sua alimentação!

Beijos e até próxima!