Vegetarianos, uni-vos

1 de março de 2016

Verdades e Mitos do Vegetarianismo

1 de março de 2016

Saúde Solitária

1 de março de 2016
vegetarianos
empty image
saudesolitaria

Há 3 anos e 6 meses moro sozinha, e fazendo um levantamento concluí que 40% dos meus impacientes moram sozinhos ou sozinhas. Segundo o IBGE, em 2014, 70 milhões de brasileiros moravam sozinhos – um aumento de 13,8 milhões quando comparado a 2004.

Não sei nas outras cidades, mas aqui em São Paulo sinto uma tendência fortíssima dos jovens e jovens adultos saírem de casa mais cedo do que em outras cidades. Aquele hábito de ‘sair de casa para casar’ está ficando para trás a cada dia que passa. Eu jamais me imaginei morando sozinha, mas desde que vim me aventurar nesse lifestyle gostei muito.

Porém um dos grandes desafios é manter a saúde alimentar. Principalmente porque maioria não sabe ou não tem paciência para cozinhar – e acabam sucumbindo ao delivery, a comida congelada e aos restaurantes. Além disso temos o grande desafio de ter uma alimentação variada sem gerar tanto desperdício: como a maioria dos produtos é vendido em tamanho maior, não dá pra comprar um montão de variedade – e acabamos ficando no pão com queijo de todo dia.

Se você não quer continuar – ou começar – a se alimentar basicamente de salgadinho e miojo sentado no sofá, essas dicas vão ajudar bastante!

Congele suas frutas

Sei que todo mundo tá careca de saber que quando congelamos alguns alimentos eles perdem vários nutrientes (principalmente algumas vitaminas). Mas entre comer uma fruta com menos nutrientes e não comer frutas, eu fico com a primeira opção. As frutas congeladas são boas opções no preparo de sucos, vitaminas e até outras preparações. Uma idéia super legal é misturar frutas a iogurtes sem sabor. O querido suco verde – que não é milagroso mas ajuda bastante na saúde – também é beneficiado com as frutas congeladas.

freezinfruits

Importante lembrar que antes de preparar as frutas, devemos lavá-las! Outra dica é sempre armazenar em saquinhos tipo ziploc ou em vidros. Para facilitar, marque as embalagens com aquelas canetas que escrevemos em CD’s. 

Guarde o pão na geladeira

De cada 10 pessoas que eu conheço e moram sozinhas, 11 não sabem disso: guardar o pão na geladeira faz com que ele dure mais. Um pacote de pão tem aproximadamente x fatias, então para comer o pacote todo você precisa de 5 dias. A maioria da data de validade dos pães é de x dias. Você tem que comer pão TODOS OS DIAS, e se quiser variar com outras fontes energéticas, vai ter que comer pão além da validade.

Se você guardar o pão na geladeira, dá pra segurar mais uns 2 dias (ou até 3!) depois da validade. Vale aqui o bom senso também, obviamente. Eu costumo até congelar, e quando vou comer tiro direto do congelador para a torradeira.

Saiba armazenar as folhas de saladas

Uma das grandes reclamações é que não dá pra variar muito nas saladas, porque elas acabam estragando na geladeira, e aí deixamos de lado o consumo das folhas. E saladas são ótimas opções pra quando a gente quer comer algo rápido! Mas fazer com que elas durem mais é bem fácil: basta saber armazenar. Se você não tem paciência para fazer isso e tem alguém para te ajudar, é só ensinar.

salada

Meu amigo industrializado

Obviamente é mil vezes melhor você consumir uma espiga de milho natural do que um milho em conserva, mas as vezes a correria (e a preguiça) não deixam. Alguns alimentos industrializados são ótimas opções para incrementar preparações (as saladas, por exemplo). Eu adoro os grãos de bico/milho/ervilha em conserva – compro e antes de usar passo na água corrente para ‘lavar’ o excesso de salmora. Aqueles vegetais congelados (brócolis, couve flor, etc) também são opções bem legais, porque poupam o tempo de lavar e guardar, e ainda não desperdiçamos. O leite em pó também facilita muito para quem gosta de fazer uma batida de leite com frutas. Outro produto que acho que não pode faltar na vida de um ‘solitário’ é o tomate pelado em lata. Dá pra fazer desde um molho de tomate simples (basta refogar na cebola e no alho) como um super molho a bolonhesa e até molhos para incrementar carnes e omeletes.

Perca o medo do repeteco

Essa mania da gente querer cada dia comer uma coisa diferente acaba atrapalhando muito a vida de quem mora sozinho. Porque não queremos cozinhar todo dia, mas também não queremos cair na monotonia. Encontrar um equilíbiro no meio disso tudo é essencial, mas precisamos perder o medo de comer as mesmas preparações em dias repetidos. É o famoso ‘reaproveitamento’ – quase uma lição de sustentabilidade.

Informação é essencial

sites

O mais importante para qualquer pessoa que queira cozinhar é se informar. Livros e sites não faltam por aí: alguns que eu gosto muito são o Food52, o livro e o site Cozinha Prática (da Rita Lobo) e o Livro 400g – técnicas de cozinha. O Pinterest também é uma ótima ferramenta – ver fotos de receitas dá ótimas idéias pra gente! – e procurar um bom nutricionista com idéias de receita é a melhor das alternativas!

Espero ter ajudado a todos os solteiros e solteiras de plantão! (porque essa vida é muito legal, e precisamos de saúde para continuar nela, hehehe).

Beijos!