Porque eu não consigo emagrecer?

13 de novembro de 2013

Vou contar sobre a dieta do tipo sanguíneo

13 de novembro de 2013

Um, dois, Feijão com arroz; Três, quatro, Feijão no prato!

13 de novembro de 2013
empty image
empty image
Não sei vocês, mas já percebi que cada dia menos as pessoas consomem arroz e feijão. Ou é pela dieta – porque ‘arroz e feijão engordam’ – ou pela substituição por outros alimentos: massa, quinoa, lentilha.
O arroz é bem presente no prato dos brasileiros, mas o feijão está sendo ‘esquecido’, e muitas vezes substituído sem nem sabermos porque. E vale a pena trocar?
Vamos comparar o feijão com a lentilha, substituto super utilizado por todos! E saber se vale a pena…

Valores Calóricos (proteínas, carboidratos, gorduras e fibras)

O feijão é (levemente) mais calórico que a lentilha, e contém menos proteína (quase 50% menos!). Mas é importante lembrar que tanto o feijão quanto a lentilha contém lisina, um aminoácido essencial.

Mas qual a importância disso?

Aminoácidos são os ‘tijolos’ que constroem as proteínas. Alguns são produzidos pelo corpo – os não essenciais – e outros devem ser consumidos através da alimentação – os essenciais. A lisina é um aminoácido essencial, e é encontrada no feijão e na lentilha.

Se a lentilha tem mais proteína, quer dizer que ela é melhor?

Não. Algumas leguminosas tem determinados componentes que chamamos de fatores antinutricionais, que nada mais são que ‘obstáculos’ que prejudicam a absorção de vários elementos (a proteína, por exemplo). Algumas análises demonstram que se compararmos o ‘aproveitamento’ das proteínas do feijão e da lentilha pelo corpo, esta batalha sairá praticamente no empate – mesmo que o cozimento da lentilha ‘melhore’ esses aspectos.

Então o que eu faço? Como lentilha ou feijão?

Se os dois forem preparados com pouca gordura, e ingeridos dentro do seu limite calórico diário, tanto faz feijão ou lentilha. Você tem que observar qual deles você digere melhor. Algumas pessoas acham a digestibilidade do feijão pior, e por isso optam pela lentilha. Não vejo problemas.
O importante é associar ao arroz! O arroz não tem a lisina (que eu citei ali em cima) mas tem metionina e cistina, aminoácidos também essenciais ausentes no feijão e na lentilha!

Conclusão: o importante é ter sabor!

Eu sou a favor da comfort food, ou seja, aquela comida que aquece a alma da gente, que alimenta nossos sentimentos. Arroz com feijão pra mim é significado da comida da minha avó – que modéstia a parte, sempre preparou essa dupla como ninguém. Substituir o arroz e feijão sem um motivo mais ‘forte’, é totalmente desnecessário.
Mas também deixo meu coração aberto para a lentilha que é bem gostosa e – pelo menos para mim – de melhor digestibilidade.
Temperar a lentilha e o feijão com vários condimentos gostosos (louro e pimenta!), pouca gordura e preparar várias receitinhas variadas com esses alimentos é sucesso de uma refeição gostosa, saudável e nutritiva!
Beijos,
Até a próxima!
Marina