Carambola e internet

28 de agosto de 2014

Porque a ciência muda tanto?

28 de agosto de 2014

Vale por um bifinho?

28 de agosto de 2014
empty image
empty image

“Danoninho, vale por um bifinho!”.

Na década de 80 a propaganda do produto Danoninho era assim. Vale por um bifinho! Eu era criança e sim, claro que tomava danoninho… mas imagina o apelo que a propaganda tinha? “Mãe não quero comer essa carninha!”… “Vai comer sim”. “Não mãe, me dá danoninho, que vale por um bifinho!”. Hahahaha, devia ser desse jeito!

Mas danoninho não vale por um bifinho. Assim como farinha láctea e aveia não são as mesmas coisas. Por isso, nunca julgue uma alimento pelo seu marketing, muito menos pela embalagem!


rotulo

imagem retirada do google imagens – adaptada

Nos deixamos levar por embalagens e promessas. Não tenho nada contra tomar danoninho (eu acho uma delícia!) e muito menos contra a farinha láctea (no sorvete, hmmmmmmmm). Mas cada coisa no seu devido lugar.

O danoninho é um produto lácteo feito de leite desnatado, açúcar, preparado de morango, creme de leite, fermento, estabilizantes, gomas e vitaminas e minerais adicionados (como cálcio e vitamina E). O bifinho é uma carne, feita de … CARNE! Tem ferro, proteína e gorduras. Por isso danoninho não vale um bifinho.

Já a farinha láctea é uma mistura de farinha de trigo, açúcar, leite em pó integral, vitaminas e minerais, sal e aromatizantes. Muito ao contrário da aveia, que é feita de … AVEIA!

farinhalactea

Ainda falando da farinha láctea… Ela é ‘fonte de vitaminas e ferro’, mas também é cheia de açúcar e pobre em fibras. O danoninho é rico em ferro e proteínas, assim como o ‘bifinho’. E o que é melhor? A aveia e a carne, que são alimentos bem mais in natura!

Não estou fazendo terrorismo nutricional, não desejo que vocês deixem de lado o delicioso e prático danoninho, e nem a belezura que é a farinha láctea para completar aquele delicioso sorvete. Mas saibam fazer escolhas mais pertinentes com os momentos. Danoninho é opção prática, mas será que é para o dia a dia? E mais, será mesmo que ele substitui um bifinho?

Escolhas mais conscientes são importantes! Substituições mais inteligentes também!

morango e iogurte“Não julgue o livro pela capa”. E não julgue o alimento pela embalagem. Não compre pelas promessas, mas sim pelo que ele realmente faz pela sua saúde! A embalagem apenas promete as vitaminas, mas será que de fato esse alimento é tão saudável para substituir uma escolha mais natural?

Leia mais, pesquise mais, procure ajuda profissional!

Espero que tenham gostado!

Beijos,

assinatura