Líquido durante a refeição engorda?

15 de maio de 2014

Vou contar sobre o pinhão

15 de maio de 2014

Você come porque é gostoso?

15 de maio de 2014
empty image
empty image

Em cima da minha mesa de trabalho eu tenho um potinho, onde eu coloco sempre alguma coisa: bolachinhas, amêndoas, castanhas, sementinhas, frutas secas, bis, etc. Abasteço de maneira aleatória, conforme dá vontade.

Outro dia achei umas sementes de girassol super gostosas num mercado aqui por perto, e coloquei no potinho. Eu como quando dá aquela fominha ou aquela ‘gulinha’. Enfim… Outro dia uma cliente perguntou: “você come isso porque?”. Eu respondi “porque as vezes dá uma fomezinha, ou gula, aí como um pouquinho”. E ela falou “Não, você come porque? É funcional? Não tem glúten?”.

Imagem

Minha cara para essa obrigação de comer algo ‘por causa de’.

“Não, eu como porque é gostoso mesmo”. Claro que eu faço essa opção porque sei que é algo saudável (ou seja, não é fritura, não é puro açúcar, não é nada mega industrializado e cheio de ingrediente que não dá nem pra falar o nome), mas principalmente porque eu gosto! A gente já passa por tanta coisa na vida que não amamos: trânsito, medo, inseguranças, chateações… Se no momento de comer eu, que sou saudável e não tenho restrição, for obrigada a escolher algo que não gosto, fica difícil né?

Se você der uma busca nas redes sociais por aí, vai ver que todo mundo se refere a comida como ‘lanchinho funcional’, ‘comidinha do bem’, ‘brigadeiro proteico’, ‘carbo bom’… gente, que loucura né? A comida perdeu o lugar de ser ‘comida’ e tornou-se praticamente um objeto, que só pode ser consumido se tiver alguma razão específica. E ai de você se não gostar daquele lanche divino #soquenão porque é saudável… praticamente executada em praça pública, afinal, tem que sofrer pra ser saudável e ter barriga fininha gente! Essa coisa de ter vontade de comer fritura de vez em quando é de outro planeta e nãoooo, você deve lutar com todos os seus instintos mais profundos! Vai me dizer que não é assim?

Mas tem que comer comida ruim! A começar pelos funcionais… Nada contra alimento ‘funcional’, tem um monte gostoso e classificado dessa maneira (canela, gengibre, pimenta…) Mas me falem um alimento que não tenha uma função. Todos tem! Podem ter função de melhorar a energia, de aumentar o consumo de proteínas, vitaminas ou fibras, de entupir artérias, de elevar a glicose… tem de tudo! E vamos combinar: tem muito funcional ruim que dói! Mas COMAM PORQUE É FUNCIONAL, e não porque é gostosinho!

Claro que também não dá pra sair por aí comendo só o que a gente acha muito gostoso. Eu por exemplo amo pizza, adoooooro batatinha frita, sorvete, pastel de feira… Se eu fosse comer só o que é muito gostoso, não ia dar muito certo. Mas nem por isso preciso ir para o outro extremo, e só comer batata doce com frango sem tempero! Há quem goste, mas a maioria se obriga a comer porque ‘é fit’ ‘é funcional’ e ‘é do bem’ e deixa as delícias de lado ‘porque fazem mal’. Digo e repito: o que diferencia o veneno do remédio é a dose!

É muito importante entender o que comemos e porque comemos, sem dúvida – na verdade, eu acredito ser esta a grande chave para uma boa saúde e um controle legal do peso corporal. Mas nem por isso precisa se afundar num mar de extremismos e ter um discurso totalmente incoerente, que coloca o radicalismo alimentar como algo ‘saudável e equilibrado’. Menos gente!

"Uma das coisas mais legais da vida é a maneira como paramos o que estamos fazendo para dar atenção a comida"

“Uma das coisas mais legais da vida é a maneira como paramos o que estamos fazendo para dar atenção a comida”

O que eu vejo são clientes tristes por não poderem mais comer um tostex pela manhã, porque tem presunto e queijo! Francamente, vocês acham que uma pessoa que leva uma vida regrada, não comete excessos, faz atividades físicas, está com a saúde em dia vai ter um câncer por causa do presunto e um aumento de gordura corporal por causa de 1 fatia de mussarela? Não mesmo!

Então, COMAM PORQUE É GOSTOSO!

Ok, se você ama batata doce com frango sem tempero, se não tá nem aí para um brigadeiro de vez em quando e não tem nenhum ‘ponto fraco': perfeito. Provavelmente você é uma exceção, e não terá problemas – e não estará preocupado com nada disso. Mas se você é aquela pessoa que adora um brigadeiro de vez em quando, coma porque é gostoso! É melhor se satisfazer com um brigadeiro de verdade do que com 10 funcionais! Até porque, vejo hoje em dia que a maioria das ‘trocas’ que todo mundo faz querendo alcançar saúde ou um corpo legal são bem equivocadas.

Então, antes de comer se pergunte: eu acho isso gostoso? Vai me satisfazer e vai fazer bem pra minha saúde? Não adianta pensar só em um lado!

Recado dado né?

Agora deixo vocês com uma receita de brigadeiro super gostosa do Mixidão (site fooooofo que sou apaixonada!)

brigadeiro

Beijos

Até a próxima,

assinatura