Pãozinho integral sabor pizza!

20 de maio de 2013

Vou contar sobre…. o colágeno!

20 de maio de 2013

Você toma vitaminas?

20 de maio de 2013
empty image
empty image
As vitaminas e minerais em forma de cápsulas ou comprimidos sempre estiveram presentes na vida de muita gente.
Existe uma demanda de pessoas que necessitam de suplementação sim. Porém isso deve ser feito sob a orientação de um médico e nutricionistas sérios. Os casos que necessitam suplementação são muitos, e é papel dos profissionais que acompanham incentivar a alimentação como fonte principal das vitaminas.
Outro fato conhecido é que a cada dia a alimentação da grande população fica mais distante da ingestão correta de nutrientes (desde carboidrato, proteína, lipídio até vitaminas e minerais). Mas isso é um problema muito mais profundo, que envolvem questões como nível socieconômico, cultura, ambiente em que se vive, etc.
Voltando a suplementação, ela existe há muito tempo e é utilizada de maneira errada há muito tempo.
Há quem diga que toma vitamina C há 5 anos e desde então nunca mais gripou. Tenho duas notícias para dar: A boa notícia é que sua saúde deve ser boa! A ruim é que a vitamina C sozinha não é responsável por você gripar ou não. Ela fortalece o sistema imunológico, mas não carrega ele nas costas. Se fosse assim, quantas doenças poderiam ser evitadas tomando um copo de vitamina C efervescente não é mesmo?
Vitaminas de A a Z. Quanta gente diz que está mais disposta depois que começou a tomar as vitaminas de A a Z! Uauuuuuuuuu, minha vida mudou. Também tenho uma notícia não muito legal: ofertar vitaminas e minerais ao mesmo tempo não te fazem uma sumidade da saúde, muito pelo contrário. Algumas vitaminas e minerais (caso clássico, Ferro e Cálcio), quando absorvidos ao mesmo tempo, ‘competem’ pela absorção corporal. Ou seja, um atrapalha o outro. Conclusão: você não consegue absorver os dois ao mesmo tempo. Ou é um, ou é outro. Já parou pra pensar se você tem necessidade de Ferro mas seu corpo está lá, absorvendo só cálcio? Não né? Muito melhor tomar um comprimido de vitamina e acreditar no que as revistas e jornais dizem!
E porque é tão indicado? Porque as pessoas gostam de tomar cápsulas, gostam de milagre, de coisa revolucionária. Dr. Dráuzio Varella, no Saia Justa da semana passada (15/05/2013, se não me engano) falou muito bem: “o paciente que vai ao consultório e o médico não indica uma cápsula, fica frustrado”. E é verdade. Muita gente não segue o tratamento ou muda de médico/nutricionista por isso. É quase um efeito placebo. Deve ser legal dizer que está tomando comprimido x, y, z, ao invés de contar que comeu 3 frutas por dia. Afinal, pra quê comer 3 frutas por dia né? Dá tanto trabalho…
Por essas e outras que vamos vendo casos de pessoas que tomaram suplemento vitamínico e mineral por anos, mas continuam com carências, de pessoas que substituíram a boa salada de frutas por um comprimido cheio de ‘coisa boa’, tanta coisa boa, que vai de A a Z!
Não tenho absolutamente NADA contra a suplementação. Inclusive em alguns casos ela é totalmente necessária. O primeiro caso que me vem a mente é a vitamina D. Hoje em dia as pessoas estão com níveis de vimtaina D super deficientes e devem e podem suplementar. Mas não adianta só suplementar viu? Há um monte de outras recomendações para ela funcionar. O mesmo acontece com ácido fólico, ferro, cálcio, entre outros.
Porém suplementação mal prescrita pode causar hipervitaminoses – ou seja, problemas causados pelo excesso de vitaminas, além de sobrecarga renal. Lembrando também que a suplementação deve ser considerada de acordo com a dieta, o estilo e a fase de vida que a pessoa está vivendo.
Digo e repito sempre: saúde não é tomar uma cápsula de vitaminas e minerais. É procurar se alimentar com comida de verdade #realfood e alcançar – ou pelo menos chegar pertinho! – da quantidade certa de vitaminas e minerais.
Pensando nisso, vou fazer sempre um comparativo: quantos e quais alimentos devem ser ingeridos por dia para que as vitaminas e/ou minerais sejam alcançados.
Mas lembro sempre: procurem médicos e nutricionistas antes de tomar qualquer suplemento. E não sejam iludidos pelos suplementos (minerais, vitamínicos, proteicos, etc). Não é isso que vai resolver o problema. Questionem os profissionais. Eles estudaram para fazer as melhores indicações sempre!
Outro detalhe: a alimentação do seu colega não é igual a sua, o corpo dele não é o seu, a genética não é a mesma, então de nada adianta querer fazer a mesma dieta que ele. Somos todos diferentes, e cada um tem suas necessidades alimentares, físicas, etc.
O início para começar uma vida cheia de saúde é chutar a preguiça de lado é preparar uma boa refeição ao invés de tomar uma cápsula que promete apenas letrinhas do alfabeto!