Um, dois, Feijão com arroz; Três, quatro, Feijão no prato!

25 de novembro de 2013

Vou contar sobre a tapioca

25 de novembro de 2013

Vou contar sobre a dieta do tipo sanguíneo

25 de novembro de 2013
empty image
empty image
A dieta do tipo sanguíneo já foi capa de várias revistas há um tempo atrás, e sempre alguém vem me perguntar ou afirmar algum fato sobre essa modalidade de emagrecimento e saúde. É engraçado como as pessoas sempre estão atrás de alguma novidade – algumas que chegam a beirar o charlatanismo! O básico ‘gastar mais e consumir menos’ e se alimentar bem, com equilíbrio não basta.
Google imagens
A dieta do tipo sanguíneo foi descrita por Peter J. D’Adamo na década de 90. Segundo ele nos alimentar de acordo com o seu tipo sanguíneo. Em linhas gerais, seria assim:
– Tipo O: devem seguir uma dieta rica em proteínas, carnes vermelhas;
– Tipo A: devem seguir uma dieta ricas em vegetais e fibras, evitando a carne vermelha;
– Tipo B: devem seguir uma dieta rica em laticínios;
– TIPO AB: devem seguir uma dieta com laticínios, vegetais, fibras e proteínas.
Segundo Peter, o homem das cavernas – que era um caçador – era detentor do sangue tipo O e por isso as pessoas que tem o sangue tipo O devem priorizar a ingestão de proteínas, assim como os homens das cavernas faziam.
Primeiro ponto na discussão da dieta: a tipagem sanguínea foi estabalecida em 1901. O homem das cavernas existiu há muito tempo antes de Cristo. Como podemos afirmar que o hominídeo tinha o sangue tipo O? Bola de Cristal, clarividência ou psicografia?
Imagem: pinterest
Segundo ponto: quando comemos algum alimento, o corpo reconhece os nutrientes, e não a comida de forma isolada. Exemplo:
A carne vermelha é fonte de proteína e ferro. Quando comemos a carne, o corpo processa a proteína e o ferro. Mas se resolvemos comer espinafre e ovo? O corpo também ‘processa’ proteína (do ovo) e ferro (do espinafre). Ou seja: qual o sentido de uma pessoa poder comer ovos e verduras e não comer carne?Terceiro ponto: os estudos que existem avaliando a dieta do tipo sanguíneo e ‘comprovando’ a eficácia – ou a possível eficácia são mal elaborados e tendenciosos.

Os defensores irão dizer ‘ahhhh, mas quem tem o tipo sanguíneo A não consegue digerir bem a carne vermelha’. Já vou dando a contrapartida: para não digerir bem algum alimento, a pessoa tem alguma intolerância ou deficiência – ou simplesmente não gostar.
Existem centenas de pessoas tipo A que amam carnes, outras centenas que detestam. Existem milhões de vegetarianos do tipo O, da mesma forma que existem pessoas totalmente ‘carnívoras’ do mesmo tipo.
A disseminação desse tipo de dieta totalmente modista e infundada contam, de boca cheia, que estão tomando algumas vitaminas para complementar o tratamento. Claro! Você restringe vários alimentos, por isso várias vitaminas ou minerais serão perdidos. Mas e aí? Faz algum sentido, trocar o alimento pela pílula de vitaminas e minerais?
Imagem: pinterest
Você conhece alguém que emagreceu com a dieta do tipo sanguíneo? 
Sim, é totalmente possível. Afinal, a dieta do tipo sanguíneo propõe restrições. Consumir menos e gastar mais leva ao emagrecimento. Mas cuidado! Da mesma forma que a restrição emagrece, ela pode levar a problemas de saúde como doenças provocadas pela redução de vitaminas e minerais: anemias, perda de cabelo, unhas fracas, cansaço, e até problemas ósseos e gástricos.
O resto é pura coincidência!
Se você conhece que é tipo O e super carnívoro, é coincidência. Se você conhece alguém que é tipo A e não é muito fã de carnes, também. Algumas pessoas passam muito tempo sem nem saber o tipo do seu sangue, comendo de tudo, dentro do peso e saudáveis.
 
Mas todo mundo quer vender…
E por isso essas dietas da moda aparecem. Vários ‘profissionais’ oferecem esses tipos de dietas e tratamentos, pois sabem que existe um grande público que compra esse tipo de informação – e por isso as revistas continuam colocando na capa das suas publicações. Muitas vezes esses tratamentos custam caro, inclusive. Eu só tenho que lamentar a falta de compromisso que os ‘profissionais’ tem com os clientes – que para mim, chega a beirar o desvio de caráter. Trabalhadores da saúde devem cobrar pelo trabalho desde que seja feito com responsabilidade. E como clientes, devemos nos informar sempre sobre os dois lados da moeda. Nem sempre o ‘tratamento da moda’ é o melhor, nem sempre a dieta da sua amiga funciona, assim como as promessas de milagre dos tratamentos da capa de revista.
Imagem: pinterest
O importante é saber seu tipo sanguíneo para doar sangue! Indivíduos O podem doar para todos os tipos (A, B e AB) e indivíduos AB podem receber de todos os tipos (A, B e O). Para saber se você pode doar sangue, e como doar, você pode clicar aqui. Doe sangue, você pode salvar vidas!
E para emagrecer, procure um profissional de confiança e pratiquem atividade física!!!
Beijos,
Até a próxima!!!
Marina