Vou contar sobre o pão integral…

2 de maio de 2013

Dia internacional Sem Dieta

2 de maio de 2013

Vou contar sobre … BCAA

2 de maio de 2013
empty image
empty image

Você sabe o que é BCAA? De duas, uma: 

a) não sei mas conheço quem toma; 

b) não sei e tomo.

Será que você, da segunda opção, realmente sabe porque está tomando BCAA?
Várias pessoas são movidas a tomar BCAA para ganhar músculos, queimar gorduras e evitar a fadiga tomando esse tipo de suplemento.
Mas então… o que é o BCAA Para que ele serve? Ele é essa coca-cola toda?
BCAA é a sigla para Branched Chain Amino Acids, ou seja, aminoácidos de cadeia ramificada (podemos encontrar descrito com oa sigla AACR também). Aminoácidos são ‘pedacinhos’ de proteína, ou seja, uma proteína é um ‘conjunto’ de aminoácidos.
Durante a atividade física prolongada, o corpo utiliza glicogênio para ter energia e se exercitar. Mas o nosso estoque de glicogênio vai reduzindo a medida que a atividade passa, claro, porque estamos gastando energia. Sem glicogênio disponível, o corpo busca glicogênio nos músculos: então, ao invés de formar ou manter músculos, o contrário acontece. (Detalhe: o glicogênio é formado a partir da ingestão de carboidratos, então mais um motivo para essa neurose de não comer carboidratos acabar!!!)
Alguns estudos tentam demonstrar que os BCAA’s são um combustível alternativo para os músculos, na ausência de glicogênio, por isso eles são amplamente usados como forma de suplementação. Mas isso é fato? Bem, cientificamente ainda não foi comprovado, porque vários estudos mostram que essa não é uma verdade, outros mostram que pode haver ajuda na preservação ou na construção muscular. Ainda é uma discussão sem conclusão.
Dentre os BCAA’s, o que tem demonstrado maior efeito nesta questão de ganho muscular é a leucina. Os outros (valina e isoleucina) nem tanto. Mas não vale olhar nos ‘ingredientes’ do seu pote de BCAA se tem mais leucina ou não. Vale procurar um nutricionista sério para saber se realmente existe uma necessidade de suplementação.
Outra hipótese para o consumo de BCAA é evitar a fadiga pós exercício físico, e até durante a prática. Mas, bad newspara os amantes da fake food (porque suplementação nada mais é que comida falsa né gente?): não existem provas científicas, nem de longe, para esse fato.
“Ahhhh mas eu tomo durante a atividade e eu sinto que melhoro 100%”. Já ouviram falar de efeito placebo? Pois é. E aí você me pergunta: “mas se tem efeito placebo, que bom né? Pelo menos eu tenho pique pra malhar”. E aí eu te dou um contraponto: “e se eu te falar que proteína em excesso pode até aumentar seus níveis de gordura?”. É isso mesmo. Além de todos os prejuízos que a proteína em excesso pode causar (já contei aqui), ela pode aumentar a quantidade de gordura corporal. Então, você está se matando de malhar, não ganha peso, não ganha massa, não perde porcentagem de gordura… avalie sua alimentação e suplementação. E pique pra atividade física tem que vir do foco e da determinação. E não de um remédio, cápsula ou scoop de suplemento.
E como não suplementar e conseguir essa tal de leucina através da alimentação? Primeiro, sempre, em qualquer hipótese, procure um profissional SÉRIO. Em segundo lugar, recheie sua alimentação, de maneira equilibrada com alimentos proteicos de fonte animal (carne vermelha, leite e derivados, principalmente). E para você que já toma outros suplementos, como o Whey Protein, a leucina geralmente é encontrada por lá. Então, reveja essa suplementação em excesso!
Eu sou a favor da #realfood ao invés da #fakefood. Muito mais gostoso tomar um copo de leite, um queijo, um pedaço de carne, do que um ‘pózinho’ ruim ou sem gosto!
Por isso, se você pensa que está sendo saudável fazendo essas trocas, pense bem! E se informe com informação séria!
Beijos!
Até a próxima!

Marina

obs: a minha intenção com o blog não é substituir a visita ao nutricionista. Escrevo justamente para incentivar as pessoas na busca de profissionais SÉRIOS e mostrar que alimentação saudável vai muito além de contar calorias e comer sem prazer! Além disso, sou uma pessoa habilitada para falar de nutrição e saúde, e sei os impactos que isso pode gerar! Saúde é coisa muito séria, por isso tomo o maior cuidado com o tipo de informação transmitida :)