Vou contar sobre o café!

3 de julho de 2013

Barrinha de cereal: qual escolher?

3 de julho de 2013

Vou contar sobre o Goji Berry!

3 de julho de 2013
empty image
empty image
Já ouviu falar em Goji Berry? Este é mais um alimento milagroso que está em todas as dietas da moda, blogs, e etc.
Dentre as promessas que o Goji está associado, algumas vistas nos artigos de revistas e internet:
 
“Dieta da goji berry emagrece até 2 kg por semana”
O Goji tem componentes naturais que ajudam a queimar a gordura acumulada nas regiões da barriga, da coxa, do bumbum e dos culotes, evitam o envelhecimento precoce da pele e ainda aumentam a imunidade.
 
“Goji berry, a frutinha do momento!”
 
Benefícios do goji berry vão além da perda de peso. Saiba tudo sobre a fruta da moda”
“... pelo simples fato das pessoas comerem diariamente goji, a faixa etária da população é de pelo menos 100 anos, e todos são ativos e saudáveis. Além de ter um índice de obesidade quase que zero, pois além de muitos outros benefícios, foi comprovado que goji berry emagrece mesmo”
Goji combate a celulite‘ 
Gente, essa tal Goji deve ser um sucesso! Será que cozinha, lava e passa também? É muito perfeito pra ser verdade! E será que é isso?
Brincadeiras a parte, eu fiquei um pouco impressionada com tantas promessas, e resolvi pesquisar porque ficou tão famosa essa frutinha com nome tão diferente.
O que é o Goji? Goji Berry é uma frutinha utilizada como planta medicinal na Ásia (China e Tibete principalmente) há muito tempo. Goji é o nome dado as frutas da planta L. Barbarum. Seu cultivo no Brasil é restrito, por isso encontramos a fruta apenas na forma desidratada (o que facilita o estoque) ou seu extrato em cápsulas.
As promessas do Goji vocês viram acima. Quer chegar aos 100 anos ativo, saudável, magrinho e sem celulite? Coma Goji!  
Mas qual a verdade sobre o Goji? Pesquisei estudos sobre o Goji e concluí que não há um número suficiente para comprovar 1/3 das promessas feitas. Nem os valores de vitamina C (que é o carro chefe do Goji) estão definidos. Alguns artigos dizem que 100 g da fruta contem 42 mg de vitamina C. Outros, que contem 1200 mg, chegando até a 2500 mg! Ou seja, resultados nenhum pouco conclusivos ou coordenados. 
Mas dos males o menor: mesmo se 100 g de Goji tiver 42 mg de vitamina C, já é uma vantagem. Uma mulher saudável precisa de 75mg de Vitamina C, e um homem, 90 mg. Isso quer dizer que em 100 g (uma xícara pequena) o Goji dá a quantidade necessária dessa vitamina para o corpo em pequenas porções. 

Mas o preço é um pouco salgado… pode ser encontrado por até R$180,00/kg! 
Quanto ao emagrecimento... Esse mito foi sustentado por dois pilares. Um estudo e um livro. O estudo (chamado , publicado em 2008 por uma universidade do estado do Arizona (EUA), sugeria que pessoas com um déficit de vitamina C tinham mais dificuldade de reduzir o percentual de gordura do que aquelas que tomavam suplemento da vitamina. Mas o final do estudo mostra que os dois grupos (suplementados e não suplementados) perderam, em média, a mesma quantidade de peso E COM UMA DIETA RESTRITIVA. Ou seja: a perda de peso foi provocada pela restrição calórica, e não pela suplementação de vitamina C (que o Goji é rico). É como comer GOJI e se alimentar de maneira errada: não funciona. Porém, utilizaram esse estudo como isca para a venda desse alimento. 
O outro pilar, o livro, foi escrito pelo Dr. Earl Mindell, se chama “Goji, The Himalayan Health Secret” (algo como ‘Goji, o segredo de saúde do Himalaia’). Bem, pelo nome já dá pra imaginar que é aquela lavagem cerebral. O Dr. Earl é um cidadão polêmico, que vive escrevendo sobre o poder medicinal de tudo, e não muito bem quisto pela sociedade médica. Isso tudo porque seus livros não tem embasamento científico suficiente para sustentar determinadas teorias. Além disso o Dr. Earl é muito citado nos produtos Goji distribuídos pela empresa Freelife International (que nos EUA, é o maior distribuidor de Goji e derivados). O interessante é que a Freelife e o Doutor são parceiros. Aí já deu pra entender como foi o ‘boom’ de Goji. Nada como um médico polêmico, uma promessa de milagre e um marketing nutricional pesado. Alem disso uma parceria que deve render vários dólares. 
Mas o Goji tem sim suas vantagens!
Rica em vitamina C e vitamina A, ela ainda é fonte de fibras, tem um baixo índice glicêmico (ótima para antes das atividades físicas, para quem está querendo emagrecer e para os diabéticos) e também é rica em triptofano, que provoca sensação de bem estar e bom humor. Ah! E também tem fatores antioxidantes, que combatem os radicais livres. Porém a presença de antioxidante é comum na maioria das frutas ricas em vitamina C, não sendo uma exclusividade do Goji.
Já em cápsula, eu não recomendaria. Acho que é muito mais interessante comer uma fruta ou legume naturais do que uma cápsula. Além disso, cada pessoa tem uma demanda de vitaminas, calorias, e de outros nutrientes.
O importante é saber que o Goji NÃO É UM MILAGRE, e mais uma vez peço para que não acreditem em tudo que vocês lêem. É super legal descobrir um produto diferente, cheio de qualidades, mas nem por isso ele é milagroso. Além disso, temos no Brasil frutas tão boas quanto o Goji (acerola, pitanga, laranja, limão, entre outras), porque ficar comprando uma fruta tão cara e nem tão saborosa? Só porque é moda? 
Façam esse questionamento sempre, não só para o Goji, mas para qualquer produto super milagroso. Se existisse algo que emagrecesse, aumentasse nosso tempo de vida (com lucidez e qualidade), fortalecesse nosso sistema imune e nos permitisse viver tão bem, o que seria da humanidade (e da indústria de farmacêuticos, que estaria falida!) não é mesmo?
Espero que tenham gostado!
Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem vindas!
Beijos
Até a próxima!
Marina

Obs: um beijão para a minha amigona Nat, que propôs essa pauta! 😉