Feijão Azuki!

29 de agosto de 2013

A batalha dos gregos

29 de agosto de 2013

Vou contar sobre os iogurtes…

29 de agosto de 2013
empty image
empty image
Acredito que a grande parte das pessoas que se preocupam com boa alimentação tomam iogurte, com exceção dos intolerantes e das pessoas que não gostam (sim, elas existem, e muito!). Ah, claro, e das pessoas que acham que tirar a lactose da alimentação resolve todos os problemas do mundo.
Mas você está realmente tomando iogurte?
Mas muitas bebidas não são iogurtes – e sim, isso pode fazer diferença na sua alimentação e saúde!
Primeiro, vamos as definições…
Iogurte – produto cuja fermentação se realiza com cultivos protosimbióticos de Streptococcus salivarius subsp. thermophilus e Lactobacillus delbrueckii subsp. Bulgaricus, aos quais se podem acompanhar, de forma complementar, outras bactérias ácido-lácticas que, por sua atividade, contribuem para a determinação das características do produto final.
Bebida Láctea – Mistura do leite e soro do leite, adicionados ou não de produtos ou substâncias alimentícias, gordura vegetal, leite fermentado, fermento lácteo e outros produtos lácteos. A base láctea deve representar, no mínimo, 51% do produto total.
Leite fermentado – Produto obtido por coagulação e diminuição do pH do leite, ou leite reconstituído, adicionado ou não de outros produtos lácteos por fermentação láctica mediante ação de cultivos de microorganismos específicos.

Parece difícil, mas não é. Basicamente, o iogurte é o resultado da fermentação do leite através dos microorganismos citados acima. A bebida láctea é a mistura do leite com soro do leite (que é o líquido que sobra na coagulação do leite). O leite fermentado é o mais conhecido: todo mundo sabe que é aquele líquido leitoso e ‘azedinho’, vendido em potinhos menores (o famoso Yakult).


E qual a diferença em termos práticos?
O iogurte geralmente tem poucos ingredientes: Leite (integral ou desnatado), leite em pó, fermentos lácteos, leite reconstituído (que é a mistura de leite em pó com água, basicamente). Alguns tem adição de aromatizantes, corantes, etc… Como sua base principal é o leite (integral ou desnatado), geralmente é mais rico em gorduras e calorias, assim como a quantidade de Cálcio costuma ser maior nesses produtos. Além disso, se tomados com regularidade, podem auxiliar bastante no funcionamento intestinal, devido a suas propriedades probióticas.
A bebida láctea geralmente tem mais ingredientes: leite reconstituído, preparado de frutas, soro de leite, corantes, estabilizantes, aromatizantes, amido, etc… De uma maneira geral, as bebidas lácteas são menos calóricas e tem menor quantidade de gordura, mas também são mais pobres em cálcio e ricos em açúcares – e muitas vezes não tem a função benéfica ao intestino que o iogurte propõe.Eu sempre falo que é importante saber o que vocês estão comprando e comendo, e a melhor forma de saber isso é lendo os ingredientes e a tabela nutricional. Então, dou outra dica: veja o número de ingredientes. Quanto mais ingredientes tem o produto – principalmente aqueles com nomes que você quase não consegue pronunciar – mais ‘artificiais’ eles são.

Iogurte Natural Integral

É iogurte

Ingredientes: leite, leite em pó integral, fermentos lácteos

Bliss

É bebida Láctea

Ingredientes: Leite reconstituído parcialmente desnatado, iogurte parcialmente desnatado (leite reconstituído parcialmente desnatado, xarope de açúcar, soro de leite em pó, fermento lácteo), preparado de morango (água, xarope de áçucar, polpa de morango, amido modificado, amido, vitamina B1, acidulante ácido cítrico, aromatizante, conservador sorbato de potássio, corantes artificiais bordeaux e amarelo crepúsculo), xarope de açúcar, soro de leite em pó e fermento lácteo. Colorido artificialmente. 

Ou seja: a bebida láctea tem muito mais ingredientes que o iogurte natural. “Mas não gosto do sabor do integral!”, algumas pessoas vão falar. Eu entendo, também não gosto. Então, resolvemos optar por iogurte com sabor, pra conseguir comer o iogurte. Mas …. observe também a diferença na composição:

Iogurte Natural com pedaços de frutas

Leite reconstituído integral, preparado de frutas vermelhas (morango, amora, framoboesa, açúcar, água, amido modificado, espessantes goma guar e goma xantana, corante natural carmim cochonila, conservador sorbato de potássio, acidulante ácido cítrico e aromatizante) e fermento lácteo.

 
 


Iogurte Natural IntegralÉ iogurte

Ingredientes: leite, leite em pó integral, fermentos lácteos

Ou seja: os benefícios do iogurte (como as propriedades probióticas e o cáclio) são maiores, mas o iogurte com sabor, tem muitos ingredientes adicionados que são altamente artificiais.

Concluindo…

Não adianta condenar nenhum produto. Talvez você precise reduzir a ingestão de gorduras: a bebida láctea pode ser uma ótima solução. Talvez você tenha que controlar os níveis de açúcar: o iogurte sai ganhando nesse caso. Talvez você esteja precisando melhorar o funcionamento intestinal: o leite fermentado e o iogurte são armas poderosas! Enfim, são muitos casos, que devem ser avaliados de maneira específica, com o seu nutricionista.

Ontem fiz um vídeo no instagram (@naocontocalorias) mostrando como faço em casa. Eu tomo iogurte integral natural com frutas! É super rápido e gostoso. E assim, eu evito os iogurtes ‘cheios de ingrediente’ quando posso – deixando para outros momentos específicos.

De forma geral, iogurtes, leites fermentados e bebidas lácteas são super importantes na alimentação. Converse com sua nutricionista e verifique qual a melhor opção para o seu dia a dia :)

Beijos,

Até a próxima!

Marina

Meu iogurte batido com morango e castanhas!!!
http://instagram.com/p/dkpbervyvc/