Bronca da Nutri

Bronca da Nutri

Nos meus primeiros anos de consultório, quando eu já não concordava com essa história de dieta restritiva e tinha meus questionamentos sobre a pressão da perda de peso, era comum algum paciente chegar no consultório dizendo que ‘estava com medo de tomar bronca'. Eu, que nunca fui muito boa em dar ordens e delegar funções, me perguntava o porque do medo, sem entender.

Com o tempo observei que esse medo tinha, de maneira geral, um histórico. As pessoas que tinham mais medo de nutricionista eram aquelas que já haviam passado com alguma e levaram broncas homéricas.

Há um mês atrás fiz uma enquete lá no meu instagram: “Quem aqui já foi num nutricionista e tomou uma bronca?”. Então reuni aqui algumas respostas que recebi com alguns perigos sobre esse tipo de abordagem:

Read More

Paola, Gaby e o maiô verde

Paola, Gaby e o maiô verde

Quando Paola Carosella publicou uma foto de maiô em julho (2018) ela perguntou: “Você tem orgulho de você?” e continuou com um texto lindo dizendo do quão orgulhosa ela era da sua história. Não só do seu corpo, mas de todos os momentos: os piores, inclusive.

Em outubro de 2018 ela voltou a brilhar vestida num maiô verde na capa da Revista Cláudia, com uma chamada: Amar a si mesma. Ela e Gaby Amarantos, cantora, que posou também de maiô verde numa pose de Yoga na capa da Revista Marie Claire, no mesmo mês e ano. A chamada da capa de Gaby é “inspira, transpira e vai”.

Read More

Como pensar na velhice tem me deixado mais feliz

Como pensar na velhice tem me deixado mais feliz

Estou assistindo a série Grace and Frankie no Netflix e invejando aquelas mulheres. Sei que são papéis, interpretações. Mas elas tem vitalidade, conhecimento, e uma beleza que ultrapassa o plano estético. Fico admirada. Com a série ainda não terminada (então por favor, sem spoiler), eu tenho pensado muito sobre essa questão idade.

Read More

Eu queria ter escrito isso: Prazer, essas são as minhas rugas

Eu queria ter escrito isso: Prazer, essas são as minhas rugas

Eu sigo a Joana já tem um tempo, desde meados de 2012, no Um Ano Sem Zara. Sabe aquelas pessoas que você gostaria de ser amiga? Pois é. Acho a Joana chique, interessante, autêntica e bonita. 

Hoje eu li esse texto e caiu como uma luva. Há tempos venho pensando em escrever algo sobre envelhecimento. Porque eu tenho me incomodado muito com a quantidade de procedimentos estéticos que as mulheres tem feito, e cada vez mais novas. Eu vivo me perguntando se toda essa necessidade de se parecer jovem o tempo todo não é, na verdade, um medo da velhice. Ou seria o medo da morte? Não sei. 

Eu não tenho muitas rugas e cabelos brancos. Mas claro que já notei uma diferença na elasticidade da minha pele e nas dobrinhas ao lado do olho, assim como coisas que poderiam ter ficado como eram. Só que, ao mesmo tempo, não me incomodo ao ponto de mudar. Eu acho tão legal tudo que ganho com o passar do tempo!

Read More

A calça japonesa

A calça japonesa

Na minha viagem para o Japão, vi muitas mulheres com um tipo de saia linda! Uma saia midi, porém estruturada, que dá um ar elegante e cool ao mesmo tempo. Eu quase não uso salto, e elas usavam essa saia com tênis, lindo! Como as japonesas são bem baixinhas, pensei que para mim esse tipo de saia também poderia ficar legal, afinal, altura também foi algo que sempre me faltou.

Entrei em uma fast fashion japonesa e procurei a saia. Achei. Pensando no tamanho de roupa que eu habitualmente uso, peguei a P. Olhei para ela e achei pequena demais. Peguei a M. Aproveitei para pegar umas calças e fui para o provador. 

As calças não passaram da coxa e a saia mal entrou.

Saí do provador e fui até as araras. Procurei pelo tamanho G e GG (no caso L, e XL) e voltei para experimentar.

As calças não passaram da coxa e a saia mal entrou.

Read More