Conservação: alho

Há um tempo estou pensando em escrever algo para ajudar quem quer cozinhar mais mas acaba ficando com preguiça pelo tempo que isso leva. E eu sei que ele, o tempo, na maioria das vezes é precioso. 

Porque tem gente que chega em casa tão cansado que só quer esvaziar a cabeça e ligar no Netflix, outros ainda tem que fazer outros trabalhos de casa, ficar com os filhos, trabalhar mais... Eu entendo que cada um tem a questão do tempo como um complicador para cozinhar, mas sei também de truques que podem te ajudar a tornar esse momento mais prático.

Eu digo prático porque dificilmente você vai alcançar o combo sabor + saúde em tão pouco tempo. Então, quantos minutos você tem? 10, 20, 30? É só separar um tempinho. Eu sei que você consegue.

A parte mais difícil e demorada de um prato, geralmente, é o pré preparo. Então começarei uma série de dicas para você conservar tudo que geralmente usamos no pré preparo das receitas. Depois, como armazenar aquele restinho que você não quer mais comer. E quanto tempo cada coisa fica na geladeira? E no congelador? E como descongelar e continuar gostoso?

 Foto encontrada no pinterest

Foto encontrada no pinterest

São muitas perguntas que serão respondidas ao longo das semanas e meses. Vá anotando ou consultando o blog quando quiser.

Vou começar hoje pelo meu ingrediente preferido: ALHO. Ele está presente em quase todas as receitas, dá um sabor delicioso e aquele aroma que quase ninguém resiste.

Como escolher o alho

Na feira ou no mercado, pegue os mais firmes. Eles estarão mais frescos e saborosos. 

A melhor época para comprar alho é entre julho e outubro, mas tudo depende da quantidade de chuvas da região de plantio: o excesso de chuvas pode afetar o alho.

E eu sei que descascar e picar alho é uma tarefa chata, até porque depois você fica com aquele cheiro chato na mão. Para isso existem algumas soluções: você pode passar sal grosso, leite ou café (nas mãos) ou esfregar as mãos em um pedaço de inox, embaixo da água. Existem até sabonetes de inox próprios para isso, já viram?

Como conservar o alho

Antigamente eu guardava as cabeças ou dentes de alho na geladeira, até que aprendi que alho se guarda fora dela. Deixe em uma cesta ou vasilhame aberto, em temperatura ambiente e local fresco. O alho inteiro pode durar de 3 a 6 meses, enquanto os dentes de alho separados podem durar entre 1 a 2 meses.

 Foto autoral

Foto autoral

Eu gosto muito de conservar o alho já picado em um pote de vidro com azeite. Usei esse antigo pode de alcaparras, piquei o alho em cubos bem pequenos, cobri com azeite e guardei na geladeira. Dessa maneira ele pode durar entre 1 a 2 meses. 

Se você não tem habilidade com as facas também pode colocar vários dentes de alho no processador e pulsar até que fiquem pequenos.

Além disso, você pode usar também esse o azeite, que vai dar um aroma de alho bem característico a sua receita.

Eu sempre coloco uma fita crepe com a data que preparei para não correr o risco de usar algo que já passou muito do tempo médio recomendado para a conservação. É fácil e ajuda bastante.

Na hora de cozinhar

O alho queima mais rápido que a cebola, então sempre que a receita pedir esses dois ingredientes, comece pela cebola e depois coloque o alho. O tempo dele é bem curto, então fique de olho para não torrar. Uma idéia boa para quem ainda não tem habilidade é refogar em fogo baixo e mexer sempre com uma espátula. 

E as cascas do alho?

Você não precisa jogar as cascas dos dentes de alho fora. Vá juntando em um zip loc junto com outras cascas (cebola, cenoura, etc). Isso pode virar um bom caldo de legumes. Mas isso eu explico numa próxima oportunidade.

E aí, gostaram? Qual ingrediente vocês querem saber mais de conservação?

Beijos!

Marina