A dieta das 8 horas

A grande parte das pessoas que conheço sabem da recomendação básica de dormir 8 horas por dia. Mas e se eu te dissesse que tem gente recomendando comer 8 horas por dia? Isso mesmo, uma nova dieta esperando algum Hollywoodiano começar a praticar e sair por aí contando as maravilhas dessa dieta. E antes que isso aconteça, prefiro vir aqui contar que é mais uma promessa falsa de dieta.

Eu não li o livro, mas dei uma olhada no site e em algumas entrevistas dos autores, David Zinczenko e Peter Moore. A estratégia do livro (leia: puro marketing), é prometer que você perca 9kg em apenas 6 semanas, comendo o que você quiser! Todo mundo que precisa perder peso sonha com esse resultado mega rápido - e super digno de desconfiança.

8hoursdiet.jpg

Basicamente você pode comer o que quiser, na quantidade que quiser, durante 8 horas do dia - desde que siga depois 16 horas de jejum. Isso deve ser feito por 3 semanas. Segundo o autor, essa dieta tem embasamentos científicos (basta saber se são sérios ou não) e funciona! Segundo o relato do livro (dá para ler um pedaço no site da editora), os autores sempre procuraram uma forma infalível de perder peso, priorizando a perda de gordura e melhorando a saúde - evitando doenças crônicas como diabetes, câncer, etc.

Com base nas informações encontradas sobre o livro no site da editora aqui do Brasil, vou discutir alguns pontos críticos:

Pesquisadores no campo da saúde descobriram uma nova forma de alimentação ideal, baseada não no que se come, mas em quando se come. Diferente de várias dietas obsoletas, a Dieta das 8 Horas lhe permite:

• Comer o que quiser — e perder 9 quilos ou mais em apenas 6 semanas.

• Comer quanto quiser — e desacelerar o processo de envelhecimento.

• Comer o que tiver vontade — sem restrição de alimentos, sem contagem de calorias, sem culpa e sem preocupações, e ainda assim reduzir o risco de diabetes e doenças cardíacas e aumentar sua força física e sua capacidade mental.

Perder 9kg em 6 semanas (ou seja, 1 1/2 mês) é uma façanha. De verdade. Claro que algumas pessoas acabam nos surpreendendo e perdendo um peso interessante... mas 9 kg em 6 semanas equivalem a mais de 1 kg semanal. Eu, na experiência clínica e teórica configura isso como um grande risco para o corpo. E provavelmente essa perda leva muita massa magra embora, e não só gordura.

Desacelerar o processo de envelhecimento, reduzir o risco de diabetes e doenças cardíacas é inerente a perda de peso. A partir do momento que você sai do quadro de sobrepeso e obesidade, seus riscos de doenças crônicas diminuem MUITO. Quem faz isso, então, não é a dieta, mas sim a perda de peso.

Sim, você pode comer o que quiser e quanto quiser, desde que dentro de um período de 8 horas. De acordo com as demandas do seu dia a dia, você escolhe o horário mais conveniente para empreender essa mudança. O segredo para o sucesso é simplesmente alternar 8 horas de alimentação com 16 horas de jejum. E o mais extraordinário: basta seguir a dieta 3 vezes por semana.

Para mim essa parte mostra claramente que a dieta das 8 horas é mais uma forma de restrição calórica. Se comemos menos e gastamos mais, obviamente perderemos peso. 3 dias de jejum de 16 horas são 48 horas, ou seja, 2 dias (quase 30% da semana de restrição calórica). Não seria mais fácil distribuir esses 30% de restrição, equilibrando o consumo dos alimentos e praticando atividades físicas durante a semana, do que fazer 16 horas de jejum?

Suponhamos que você durma de 22:00 as 06:00 horas da manhã. Com base na dieta, aí você já fez 8 horas de jejum. Deve continuá-lo por 8 horas e comer as outras 8 horas. Se você iniciar a 'comilança' as 07:00 da manhã, só poderá se estender até as 15:00 da tarde, passando o resto do dia em jejum. Não parece surreal? Além disso, quem tem a disponibilidade de passar 8 horas seguidas apenas comendo?

Além de explicar a teoria por trás da dieta e ensinar a colocá-la em prática, este livro oferece uma seleção de receitas incríveis que podem ser preparadas em 8 minutos e incorporam os 8 Alimentos Poderosos capazes de acelerar a perda de peso e os benefícios metabólicos. E há também um programa de exercícios de apenas 8 minutos por dia para conquistar mais facilmente a boa forma física.

Essa dieta funciona treinando seu corpo a queimar gordura para gerar energia e ainda reduz o risco de câncer e aumenta os níveis naturais do hormônio do crescimento — a fórmula que seu corpo usa para mantê-lo jovem. Além de emagrecer, você vai melhorar a saúde e a aparência, acumulando mudanças positivas para viver mais e melhor.

Vocês viram que eles tem fixação pelo número 8 né? Hahahahaha, é quase um TOC pelo 8. Receitas de 8 minutos, 8 minutos de exercícios e 8 alimentos poderosos. Agora me diz, existe algum alimento que não tem  um poder específico, seja ele bom ou ruim? Além disso, dieta nenhuma 'treina' o corpo. Quem 'treina' nosso corpo somos nós, entendendo que horas sentimos fome, porque comemos de maneira equivocada, quais os horários apropriados para descolarmos o corpo da preguiça e praticar alguma atividade física, etc...

Você ficará magro, saudável e cheio de energia. Terá a barriga definida com que sempre sonhou, dormirá bem e pensará com mais clareza — e o sexo ficará ainda melhor. Vai parecer e se sentir mais jovem e diminuirá o risco de desenvolver doenças como diabetes e cardiopatias. E perderá peso rapidamente, sem restringir calorias e sem se privar dos seus pratos favoritos.

Pesquisadores das organizações científicas mais respeitadas do mundo nas áreas da saúde e do bem-estar descobriram uma nova forma saudável de se alimentar, que não se fundamenta no que você come mas, sim, em quando você come.

8hours2.jpg

Nem vou entrar no mérito que para ser saudável não precisa ter barriga definida e blábláblá porque todo mundo sabe disso. Mas vocês perceberam que o discurso é o mesmo, repetitivo, cansativo... Além disso, os autores adotam uma estratégia de mudar o 'o que você come' para o 'quando você come'. E na verdade, uma alimentação (ou dieta, chamem quando quiser) sustentável leva em consideração os dois - e outros mais - pontos. É importante sim saber o que você come, como come, quanto come e quando come. Mas não rabiscando o caderno com continhas calóricas, mas visualizando a alimentação como algo essencial, que envolve váááários outros aspectos.

Além disso, os autores propõe que a primeira refeição do dia seja o almoço - e não o café da manhã. Ou seja: se você acorda as 06:00 e almoça as 13:00, são 7 horinhas jejuando e trabalhando - o que com certeza será ótimo para o seu desempenho físico e profissional (só que não). O livro se baseia em algumas pesquisas (duvidosas) mas o autor endossa que a principal é uma pesquisa feita com ratos.

O autor dividiu dois grupos de ratinhos: 1 grupo poderia comer o dia todo o quanto quisesse, e o outro grupo só poderia comer durante 8 horas. Eu não li esse estudo e gente, sinceramente, nem sei se quero...

Para começo de conversa, ratos não são seres racionais como nós. Nós sentimos emoções, temos rotina, alteramos nosso humor, socializamos, etc... Só começando por aí, dá para imaginar que não tem sentido nenhum.  Testes em ratos são importantíssimos para a ciência, mas nem sempre os resultados encontrados nos nossos amiguinhos peludos podem ser reproduzidos em seres humanos. Já escrevi sobre como a ciência e as pesquisas funcionam aqui nesse post. 

Acho que essas justificativas são suficientes para mostrar que essa é mais uma receita que não vai resolver a vida de ninguém. Mas se isso não foi o bastante, sugiro procurar sobre o livro (no final do post existe o site do livro em inglês) para dar uma olhada... O rostinho de marketing puro que esse livro tem é apenas mais uma das razões para saber que, realmente, é mais uma dieta furada!

Espero que tenham gostado!

Beijos,

http://www.8hourdietbook.com/8hourdietbook/index