Postagens em Receitas
Salada Gostosa: um guia

Hoje postei nos stories, lá no instagram, como eu faço para ter uma salada fresca e gostosa sempre em mãos. Deixei salvo nos destaques, e decidi eternizar em foma de post aqui.

Salada é uma coisa bem controversa. Tem gente que adora, não vive sem. Tem gente que dispensa com facilidade, e esse grupo se divide em duas possibilidades: os que realmente não gostam (questão de paladar, hábito, não dá pra julgar) e os que não curtem porque só entendem salada como aquelas folhas de alface, umas rodelas de tomate e uma cebola picada. Assim eu também não gosto não, prefiro deixar pra lá.

Se você se reconhece como a pessoa que gosta de salada, mas só aquelas de restaurante, bem rebuscadas, esse post é pra você.

Leia Mais
PÕE NO COPO: Grão de Bico

Grão de bico é uma das minhas leguminosas preferidas. Eu não tinha o hábito de comer grão de bico até me mudar para São Paulo, mas hoje em dia é super presente na minha alimentação. Acho versátil e gostoso, além de me saciar muito!

Grão de bico na salada, na sopa, nhoque de grão de bico, no homus e no falafel. Ah, e também a versão assada, pra acompanhar a cervejinha. Gosto de todas as formas. Essa leguminosa é muito presente na culinária árabe e indiana - talvez pelo cultivo presente na Índia e no Mediterrâneo.

Leia Mais
PÕE NO COPO: QUINOA

Na primeira vez que provei quinoa, não gostei. Na segunda, não cozinhei direito, comi uma quantidade maior e tomei umas biritas… passei mal. Não foi legal. Na terceira vez comi e gostei: na casa da minha amiga Bel, ela preparou uma salada de rúcula, quinoa e coalhada seca que tava uma delícia.

Agora como quinoa. Aprendi a prepará-la. Eu não sou a maior fã, mas também não nego. Acho que fica uma delicia na salada. Fiquei muito tempo sem comer, até que ganhei uma direto da fonte: veio da Bolívia para meus braços. A Gabi, uma paciente muito querida, me trouxe. E eu retomei o meu hábito de comer quinoa, principalmente nos dias de almoços leves e breves.

Leia Mais
Receita: Leite de Coco

Um dos meus pratos preferidos é moqueca. Amo com todas as minhas forças. E não me venha com moqueca sem dendê não, eu gosto é daquele cheirinho delícia que traz a Bahia pra perto de casa.

Mas pra mim moqueca tem que ter um leite de coco bom. E leite de coco de garrafinha pode ser prático, mas não é a mesma coisa que o leite de coco real oficial, aquele feito com o coco fresco e ralado. Desde que fiz a primeira vez, foi difícil ter que ceder ao leite de coco artificial.

Dá pra fazer leite de coco pra moqueca, pra bater com gelo, mel e hortelã e tomar geladinho e até fazer um drink com cachaça a e muito gelo pra tomar no verão, enquanto a comida não fica pronta.

Leia Mais
PÕE NO COPO: FEIJÃO

Fiquei muito tempo sem comer feijão com frequência. Quando me mudei pra São Paulo eu não tinha panela de pressão - então não fazia feijão. E quando morava com a minha mãe, gostava só do feijão fresquinho, do dia. Aí me esbaldava. As vezes até colocava num copo e batia um pouco pra tomar antes do almoço.

Agora eu já faço feijão, e até como mais do que o habitual. Acho arroz e feijão algo simples e prático pra quem almoça todos os dias em casa, e não curto muito o feijão que se come em São Paulo nos restaurantes. Lá na casa dos meus pais a gente comia o feijão roxinho, super gostoso. Aqui é o carioca, que acho bem sem graça.

Leia Mais
PÕE NO COPO: RISOTTO

Risotto foi o primeiro prato que preparei para outras pessoas experimentarem, quando ainda estudava no Senac. A experiência não foi muito boa: o risotto não cozinhou! Mas insisti e aprendi a preparar esse prato tão democrático e fácil.

Um dos meus carros chefes também é o risotto: de bacalhau com linguiça, ele sempre faz sucesso. Além de ficar coloridíssimo, é cheio de sabor.

Para a versão Risotto do #PõeNoCopo, usei o arroz arborio. Mas outros tipos de arroz também podem ser usados: o carnaroli ou o vialone nano. Eu sempre uso o arborio pois é o mais fácil de ser encontrado, mas se você for usar outro, a medida é a mesma!

Leia Mais
PÕE NO COPO: CUSCUZ MARROQUINO

Cuscuz marroquino é o must have dos armários de quem gosta de comida prática. Fácil de cozinhar e versátil, ele é gostoso, alimenta e agrada vários tipos de paladar. Feito de sêmola de trigo duro, o cuscuz marroquino é diferente daquele cuscuz paulista. São pequenos grãos de sêmola que, quando hidratados, aumentam de tamanho e formam pratos lindos.

Leia Mais
Receita: Carne de Panela

Eu não sou a maior fã de carne. Coloque um bifão na minha frente e eu não me emociono - só se eu estiver com muita vontade! Mas uma carne moída ou desfiada, eu adoro!

No dia a dia, quase não faço carne ou frango em casa. Mas não posso deixar de afirmar que é um coringa, porque é fácil fazer e vai bem com qualquer acompanhamento. Um dia desses me deu vontade de comer carne de panela (ou carne louca), bem desfiadinha e temperada. Depois que perdi o medo da panela de pressão, essas vontades tem vindo a tona! Ia receber uma amiga para uma noite de vinho e bate papo e aproveitei pra preparar.

Essa receita é boa pois é versátil: dá pra comer no almoço ou jantar, servir frio de recheio de sanduíche ou quente no pãozinho francês. Sobrou tanto que comi mais uns 2 dias e ainda tem carne congelada no congelador.

Leia Mais
Sopa de Grão de Bico Campeã

Sopa é janta? Essa é uma pergunta que divide a torcida assim como “bolacha ou biscoito” e “fruta é sobremesa”.

Pra mim sempre foi. Minha mãe de vez em quando fazia uma sopa que eu adorava. Antes mesmo de aprender a cozinhar, eu tentava copiar a tal ‘sopa de garfo’: nome dado porque ela usava espaguete, ficando quase impossível tomar de colher.

Essa semana, no meio da primavera, o calorão deu uma pausa e aproveitei para fazer sopa. Mas tentei fazer algo diferente, com ingredientes que geralmente todo mundo tem em casa e sem muito mistério. Nasceu essa sopa de grão de bico, que já virou campeã de audiência aqui em casa!

Leia Mais
Sopa de Alho Poró e Cogumelo

De todos os grupos de whatsapp que participo, um deles é meu preferido, e começou com um nome que nos leva pro destino dessa receita: Tour de France. Encarnei o francês, fiz o Lavoisier e levei a sério a expressão “Rien ne se perd, rien ne se crée, tout se transforme , preparando uma sopa de alho poró com cogumelos que é muito fácil de fazer!

Leia Mais
Caldo de Legumes

Há alguns dias atrás eu fiz um risotto na casa de um amigo e fiz uma foto nos stories (@naocontocalorias) do caldo de legumes. Muitas gente me escreveram com várias dúvidas a respeito do caldo de legumes, então decidi compilar todas aqui nesse post para ajudar você que quer ingressar no maravilhoso mundo do caldo de legumes caseiro!

COMO FAZER

A receita que eu aprendi leva cenoura, salsão, alho poró e cebola.

Leia Mais
Receita: Batata Rústica

Quando fui morar sozinha eu não tinha um forno a gás. Tinha um forninho elétrico pequeno, que inicialmente era usado só para esquentar alguma coisa congelada ou resfriada. Mas com o tempo aprendi a lidar com ele e fiz maravilhas naqueles poucos metros cúbicos. 

Uma das receitas que eu mais fazia era a batata rústica. Curtia fazer a versão tradicional, inglesa, mas também fazia com batata doce.

Leia Mais
Receita: Canjica

Quando eu era criança gostava bastante de canjica. Não me lembro se era Maria José, Marrie, Marieta ou minha madrinha. Só lembro que minha mãe não fazia em casa porque 'canjica boa é da fulana de tal'. E lá íamos comer a canjica dela. 

Muito tempo se passou e eu me mudei pra São Paulo: tive que aprender a fazer minha própria canjica. Já fiz a versão com leite condensado, com aveia, com canjica pronta... e agora que descolei (e perdi o medo) da panela de pressão, preparei uma canjica do meu jeito, intuitivamente e que deu super certo

Leia Mais