Conservação: cebola

Um dos ingredientes mais essenciais da culinária: cebola. Pelo menos aqui no Brasil não se faz frango, carne, molho... nada sem cebola!

Sei também que tem gente que não gosta de mastigar os pedacinhos dela. Mas pra quem gosta, sei que bate a maior preguiça na hora de cortar! Eu já dei uma dica aqui de como cortar com mais facilidade - e sem chorar!. Mas e se você puder cortar num dia que estiver com mais pique e deixar pronto para usar durante a semana? E se você quiser cortar na hora, como fazer para escolher a melhor cebola do supermercado? Uso a cebola comum ou a roxa?

Muitas perguntas? Aqui as respostas:

  imagem: pinterest

imagem: pinterest

Como escolher as cebolas

Aperte suavemente a cebola: aquela que estiver mais firme está melhor. As de casca mais brilhantes, secas e homogêneas também. 

A melhor cebola para ter no dia a dia é a amarela, aquela convencional. Ela combina com a maior quantidade de pratos.

Você encontra cebola o ano todo, mas entre abril e junho elas não estão tão boas. Como são fáceis de conservar, pense nisso e faça um pequeno estoque em março. É no Sul e o Nordeste que estão as maiores plantações.

Qual cebola usar?

A cebola amarela (ou pêra, muito comum aqui no Brasil) é usada em quase todos os pratos, principalmente os assados, cozidos e refogados. A cebola branca é uma opção de substituição e de opção para saladas. Já as chalotas (Èchalotes, super comuns na culinária francesa) são aquelas cebolas pequenas e alongadas, ficam bem em conservas e em pratos assados. As cebolas roxas combinam com carne de boi, na guacamole e em saladas - corte e deixe de molho em água fria um pouco antes de servir, isso tornará o sabor da cebola menos forte!

As cebolas, de uma maneira geral, adquirem um sabor mais adocicado quando cozidas e/ou grelhadas. Cebolas caramelizadas são deliciosas e dão um toque a pratos como o arroz com lentilha e a quibes assados. Eu sou fã da esfiha de cebola caramelizada do restaurante Sainte Marie aqui em São Paulo - alías, o próprio Mercizão (chef e dono) me explicou certa vez com toda paciência como prepará-la: basicamente você tem que picar a cebola, colocar óleo numa panela e ir mexendo sem parar até formar o caramelo.

Como conservar a cebola?

A melhor maneira é guardar em local seco, temperatura amena e longe da luz direta. Ou seja: nada de deixar suas cebolas perto de janelas onde a luz solar incide bastante. Guardando as cebolas dessa maneira elas podem durar semanas e até meses. Eu costumava guardar na geladeira e de fato elas ficam muito melhores fora dela.

Mas se você quer praticidade, estamos aqui pra isso:

ZIP LOC! É só picar a cebola em cubinhos, guardar em um zip loc e congelar! Eu costumo congelar o saquinho deitado, para a cebola ficar como um 'bloco' fino. Assim vou cortando com a faca - ou com a mão - cada vez que preciso usar. Vai da frigideira direto para a panela com azeite ou óleo. 

Eu gosto de marcar a data com uma fita crepe, mas a cebola assim dura até uns 2 meses no congelador.

O sabor fica igual a de uma cebola fresca? Não. Mas ajuda na hora de cozinhar? Sim. E isso é muito importante para quem está começando ou tem interesse mas não tem tempo. 

Gostaram da idéia? Sabem de mais formas de conservar a cebola já picada? Conta aqui se souber!

Beijos,

Marina