Metas para 2019

Acho que é comum traçar metas para o novo ano que começa. “Ano que vem eu vou…” é a amplificação de “segunda eu começo”, mas de uma maneira mais agressiva e esperançosa.

Não vejo problema nenhum em fazer metas, eu até encorajo o hábito. Desde que seja algo consciente e realizável, pois de nada adianta encher uma folha de objetivos a cumprir e chegar ao final do ano com a frustração de não ter feito nada.

Dietas, atividade física e emagrecimento sempre estão nas metas mais listadas. E também nas maiores frustrações nos consultórios de nutricionistas e terapeutas. E tudo bem você pegar o ânimo do ano novo para colocar em prática algumas mudanças que quer fazer, mas já pensou em encarar isso de uma maneira diferente?

 Querido passado, obrigado pelas lições  Querido futuro, estou pronto

Querido passado, obrigado pelas lições

Querido futuro, estou pronto

NÃO COMECE UMA DIETA

É a primeira meta que eu colocaria no topo da lista. E quando eu falo de dieta, estou falando de métodos restritivos. Sabemos que dietas levam a exageros alimentares - e algumas vezes, a compulsão ou outros transtornos alimentares. Então nada de ‘desafio sem açúcar’, ‘ano sem refrigerante’ ou ‘verão sem carboidrato a noite’. Comece não fazendo dietas e estabelecendo metas diferentes.

FAÇA UMA LINHA DO TEMPO

Pegue um papel e trace uma linha. Coloque o primeiro ano que você fez algo para emagrecer, o que fez, e quanto emagreceu. Vá fazendo isso até os dias de hoje. Veja por onde anda sua história: isso pode te ajudar a perceber que todas as dietas que você fez não foram efetivas porque, se fossem, você não estaria agora traçando um novo objetivo de emagrecimento.

Nessa linha do tempo, veja o que funcionou e o que não deu certo. Em alguma época você fazia alguma atividade física que gostava, e por acaso parou? Anote numa coluna tudo o que foi legal - até as coisas que você incorporou. E em outra coluna todas as suas más experiências.

PROCURE UM PROFISSIONAL

Essencial para colocar tudo em prática, é um profissional responsável, que vai te ajudar a guiar e entender seus objetivos. Já perceberam que a gente tem mania de começar tudo de uma vez só? Nada como conversar com alguém para entender como colocar isso em prática de uma maneira mais efetiva e inteligente.

PEQUENAS METAS? TUDO BEM

E o problema de querer começar tudo de uma vez é que as chances da gente não conseguir realizar são bem grandes. Então tá tudo certo começar aos pouquinhos. Vai fazer exercício físico? Comece fazendo 30 minutos, 1 ou 2 x/semana. “Ah, mas é muito pouco?": todo mundo que chegou numa frequência maior passou por uma menor, essa é a vida. Com o tempo, você vai melhorando. Vai tentar cozinhar mais em casa? Se comprometa com o mínimo. Com o tempo, você colhe os benefícios desses poucos dias e amplia sem se perder.

ENTENDA: SÃO SÓ PLANOS

Traçar metas e planos de ação são importantes pra se organizar. Ninguém resolve mudar uma atitude de vida e, como num passe de mágica, tudo conspirar para tal. Existem vários empecilhos no caminho que a gente não espera e, entenda que isso faz parte. Não é pra sair perfeito. Acontece com tudo mundo, não dá pra controlar o incontrolável. Saber que algumas coisas podem sair aquém ou além do planejado reduz muito a ansiedade. E as vezes esses erros de percurso podem até ajudar!

SERÁ QUE EU PRECISO MESMO DE TANTO CONTROLE?

 Resoluções? Eu? O que você está sugerindo? Que eu preciso mudar? Até onde eu sei, sou perfeito do jeito que sou!

Resoluções? Eu? O que você está sugerindo? Que eu preciso mudar? Até onde eu sei, sou perfeito do jeito que sou!

Algumas pessoas lidam bem com planos, metas, organização. Outras se sentem mais ansiosas. E depois de toda essa análise, será que você realmente precisa mudar? Todo mundo mudando e desejando coisas diferentes… e você aí na mesmice. Mas será que não é essa ‘mesmice' que te faz feliz? Será que todo mundo precisa de objetivos e resultados? Mais importante que traçar metas, é saber se você precisa delas.

Transforme seu 2019 num ano mais leve, não focando no peso, mas sim no espírito, na mente. Comece um ano menos ansioso, menos difícil. Não seja tão dura com você mesma e abrace o realizável como ele realmente é: o caminho para a linha de chegada!

Até a próxima

Marina