Recebi e testei: produtos Vapza

Semana passada recebi da Vapza uma caixa com três produtos: feijão preto, seleta de legumes e frango desfiado. Eu já conhecia a marca pela canjica deles, e sabia que com o tempo tinham ampliado o portfólio.

produtosvapza1.jpg

Acredito que muita gente acaba pensando ou duvidando: "como um alimento fresco, perecível, pode durar dentro de uma embalagem?". Os engenheiros de alimento, químicos e outras especialidades existem justamente para isso! Eu não sei explicar como isso acontece, tenho muita curiosidade de saber e acho que é uma falha do mundo do nutrição, a gente não saber nada dos processos produtivos. Se alguém souber como funciona, conta pra gente aqui nos comentários!

Enfim, a caixa chegou e fui ver o que fazer com cada um. Mas antes, nada como observar os produtos.

Eu sou a pessoa que mais ama cozinhar, mas não tenho panela de pressão!!! 

E é justamente por isso que o feijão passa longe aqui de casa. Cozinhar feijão fora da panela de pressão é bem chato, e eu não acho que fica com o mesmo sabor. Pelo mesmo motivo, acabo não preparando peito de frango desfiado. Sei que tem jeito de desfiar com as mãos, mas já não sou a grande fã de ver aquele peito de frango sem graça ali na minha frente, quanto mais cozinhar. Já os legumes, eu sempre tenho, e não me incomodo em lavar, cortar e cozinhar.

produtosvapza2.jpg

O produto mais interessante para mim foi o frango. Eu não me importo se ele vem com pouco tempero, porque assim a gente consegue deixar do jeito que queremos. Ainda não provei, mas pretendo fazer uma torta de frango.

Com o feijão, fiz um caldinho pra tomar a noite. Achei bem gostoso, e como temperei com um pouco de linguiça calabresa moída, pimenta e salsão, nem precisei colocar sal.

Com os legumes ainda não fiz nada, e talvez vou deixar como produto extremo da urgência. Eu não tenho grandes paranóias com conservantes, corantes e etc, porque sei que eventualmente tenho que usar um alimento que tenha algum componente desses. Mas legumes, como disse acima, são alimentos que eu faço questão de procurar, comprar, escolher, cortar e cozinhar. Então pra quê eu vou usar um produto processado se posso preparar?

produtosvapza3.jpg

A questão é saber escolher e utilizar. Se eu precisar, não vou abrir mão dessa opção. Mas se é pra eu comer legumes, prefiro preparar, por mais trabalho que dê. É uma questão de prioridade.

Alguns produtos tem seu preço pela facilidade. Quando moramos sozinhos - ou até numa casa de duas pessoas - algumas coisas caras saem mais baratas. Se você não tem disponibilidade de cozinhar o feijão e depois congelar, por exemplo, um produto desse tem seu valor. Outro detalhe é o desperdício: alguns produtos minimamente processados facilitam muito para evitar encher o lixo de comida que não foi consumida.

produtosvapza4.jpg

Numa nota final, 4,25. Passou de ano para mim. Sou uma super defensora da comida de verdade, preparada em casa, mas acho sim que alguns alimentos processados tem espaço na nossa cozinha. Vejo que alguns até abrem espaço para melhorar o contato com uma alimentação mais caseira. Já pensou se você incorpora o feijão no seu dia a dia (dessa maneira) e daqui a pouco está se propondo a cozinhar o próprio? Incrível!

E aí, você compraria esse produto?

Beijos e até a próxima!

Desafio de natal: chester, tender, peru e frango

Final do ano todo mundo pensando na ceia... Na minha família a gente não faz ceia (!!!!). E vocês?

Acredito que um dia que eu tiver uma família minha (filhos e etc) vou querer preparar, afinal, eu amo receber e cozinhar. Enquanto isso, eu fico só obervando essa loucura movimentação toda do Natal. E muita gente aproveita para fazer super ceia e cozinhar aquele Peru de Natal (Peruuuuu de Natal, Peruuuu de Natal... como é fácil de fazer... lálálá). Enfim...

Mas vocês sabem a diferença de Peru, Chester, Tender e Frango? Aliás, vocês sabem que frango e chesterÒ, é o mesmo animal?

Chester é uma marca registrada da Perdigão. Aparentemente, na década de 80, a perdigão quis lançar um produto para concorrer com o Peru de Natal da Sadia. Então os desenvolvedores da Perdigão trouxeram um frango que tinha uma enorme quantidade de carne no peito e nas coxas. Esse produto foi obtido através de vários cruzamentos de raças de frango. E então a Perdigão registrou o Chester como marca própria. Dizem que a produção é super controlada – inclusive existe uma ‘piadinha’! “Coisas que você nunca viu: cabeça de bacalhau e ovo de chester.

 

Tender nada mais é do que o pernil do porco defumado. Ele é preparado como um embutido (o presunto, por exemplo). Tem na sua composição água, sal, proteína de soja especiarias, espessantes, estabilizantes, antioxidantes e conservadores.

O Peru é aquela ave enorme (glu glu!), que tem um peito inflado, aquela papinha molenga e várias penas. Ele é super consumido nas festas americanas e europeias. Aqui no Brasil também, já que a gente não deixa passar nenhuma tendência estrangeira, hehehe.

O frango é frango, todo mundo conhece né? Não vou entrar em detalhes agora sobre os horômonios (ou não) dos frangos, se tem, se não tem, se faz mal ou não. Vou deixar isso para outro post!

Agora, vamos ver qual a diferença nutricional entre eles!

chester2.jpg

Quanto ao sabor, não sou a melhor pessoa para opinar. Não sou mega fã de peru e alimentos defumados, então eu opto pelo franguinho mesmo :)

E vocês, qual gostam mais?

Beijos e um FELIZ NATAL!

Desafio do natal: frutas secas!

Frutas secas estão sempre na alimentação de quem quer praticidade (ou quer ser ‘fitness’). E no final do ano elas se multiplicam nas gôndolas dos supermercados. Além delas, pêssegos, cerejas, uvas e outras frutinhas natalinas agradam ou desagradam todo mundo. desafiofrutas

Eu contei no post do panetone que eu detesto fruta cristalizada. Porém – me julguem – eu amo aquela cereja de chuchu.

Sim, cereja de chuchu! Aquela cereja ‘ ao marrasquino’ na verdade é um chuchu cozido conservado em calda de groselha com bastante açúcar, que enfeita o topo dos bolos (mas eu também adoro a cereja ‘natural). Alguns chamam de ‘chuchureja’, hahahaha.

Mas voltando as mil frutas e oleaginosas (castanhas e etc), o que cada uma tem de bom?

Primeiro, vamos entender a diferença entre fruta seca e cristalizada. A fruta seca é aquela que tem sua água retirada, ficando concentrados todos os seus nutrientes (é o exemplo do damasco, da uva passa, etc). A fruta cristalizada é submetida a vários ‘banhos’ de açúcar, até que a água da fruta saia e entre o açúcar do caldo. A partir daí já dá pra imaginar que uma é rica em açúcar branco e a outra tem apenas o açúcar da própria fruta (no caso, a frutose).

As oleaginosas são as castanhas, amêndoas, nozes... No Natal fazem o maior sucesso. Quem nunca abriu uma noz fechando uma porta? Quando eu era criança fazia isso demais! #saudades.

oleaginosas

Nessa época os pêssegos e nectarinas estão lindos e as cerejas maravilhosas e bem mais baratas. E as lichias... Preferencialmente, opte pelas versões naturais. Em calda, você pode e deve consumir, mas de maneira moderada!

frutas natalinas

(calculadas em 100g)

Agora já tá chegando a hora da ceia! E aí, qual a sua comida típica da época preferida?

Mil Beijos!

Desafio do Natal: Panettone e Chocottone

 

Para deixar de lado a culpa e os panettones diet/light, nada melhor do que saber sobre o panettone.

As lendas ao redor do panettone são muitas. Sabe-se que a origem desse 'bolo' é italiana, mas como surgiu, ainda é um mistério. Mas como toda história que envolve algo delicioso (comida italiana), tinha que ter muito amor não é?

desafiodonatal1.jpg

Ughetto se apaixonou por Adalgisa filha de um padeiro. Adalgisa era linda... mas a família dele não queria que essa relação desse certo. Porém, o casal se encontrava sempre sob a luz da lua, em absoluto segredo. Um belo dia, o ajudante do padeiro adoeceu, e Adalgisa teve que trabalhar mais horas do que lhe era destinado, impossibilitando que os pombinhos se encontrassem. Urghetto, frustrado com a ausência da sua amada, resolveu trabalhar no local do ajudante de padeiro, sem se apresentar como amante de Adalgisa. Porém, uma padaria abriu na vizinhança, deixando os negócios do pai de Adalgisa indo de mal a pior... Ughetto não queria que isso acontecesse, afinal, era o destino da família da sua amada. Então ele pensou em modificar o pão vendido, colocando mais manteiga e açúcar...Como eles estavam numa má situação financeirae ele precisava de dinheiro para comprar mais dos ingredientes, ele então vendeu algum dos seus falcões e comprou mais açúcar e manteiga. A partir daí o pão virou um sucesso, e Adalgisa ficou muito feliz. Ughetto, feliz com a alegria da amada, adicionou também algumas frutas cristalizadas e ovos na receita. E com a chega do Natal, Ughetto adicionou uvas passas para tornar o pão mais festivo. Assim, ele começou a fabricar o pão mais famoso da região, e conseguiu se casar com Adalgisa!

Quanto amor! Adalgisa sortuda ficou com o amor da vida dela e comeu panettone por muitos anos!

Não somos Adalgisas e Ughettos, mas adoramos panettones... Eu não curto frutas cristalizadas, por isso vou no chocottone.

E você?

Sabe qual a diferença nutricional dos dois?

A diferença é pequena, entre um e outro! Por isso, escolha o que gostar mais!

desafiodonatal3.jpg
desafiodonatal2.jpg

Mas se você, assim como eu, não ama panettone mas se enche de água na boca só de pensar num panettone feito de lingua de gato... Eu também trouxe as informações :)

Afinal, algumas coisas na vida são boas... outras podem ser melhores né? E porque não um panettone, com língua de gato doce de leite? PORQUE NÃO? (aguardando ansiosamente papai noel deixar um embaixo da minha árvore!)

Para comer o panettone sem culpa, algumas sugestões:

- Sempre abra na presença de amigos e familiares, assim você não corre o risco de comer o panettone inteiro de uma vez só!;

- 1 panetone rende mais ou menos 6 fatias de 80g. Ou seja, para ter uma noção de quanto seria uma fatia padrão do panetone, divida-o (mentalmente ou não) em 6 fatias. Uma sugestão: partir em 12 fatias, e substituir o pãozinho do café da manhã do dia seguinte pelo panettone :)

- Ou então, use as fatias menores, divididas em 12 (como ensinei a cima) para servir com uma bola pequena de sorvete!

 Espero que tenham gostado!

E se quiserem saber sobre alguma comidinha de Natal específica, é só deixar nos comentários :)

Até semana que vem vou lançar mais desafios!

Beijos!