Meu limão, meu limoeiro

Difícil achar alguém que não gosta de limão. Quando pergunto as preferências e aversões alimentares das pessoas no consultório, nunca vejo limão relacionado. Acho que é raro.

A gente cresce e vive com limão por tudo quanto é canto: limão no peixe, no abacate, na limonada, na deliciosa torta de limão, nos drinks, nas carnes, no frango. Tem gente que usa limão pra limpar vidro, pra lustrar cobre e pra limpar acessórios de cozinha. 

No supermercado a gente acaba encontrando o limão tahiti (aquele verdinho, da caipirinha) e o limão siciliano. Mas existem outros tipos de limão.

Tipos e como escolher

Tem o Tahiti, o galego, o siciliano e o cravo (ou caipira). Este último eu conheço como limão capeta.

O limão tahiti tem a casca verdinha e é o mais comum. Usamos na limonada, na guacamole, nas sobremesas e na caipirinha. Na verdade, pelas minhas pesquisas, o tahiti é uma lima cítrica, e não um limão! Pra escolher, prefira os de casca mais lisa e brilhante. Dizem que os mais pesados tem mais suco, e não devem estar nem muito duros, nem muito moles.

O limão galego é um limão amarelado ou verde-claro, bem menorzinho, como uma lima pequena. De qualquer forma, ele é bem suculento e há quem diga que ele é mais saboroso do que o limão tahiti. Para escolher, a regra é igual ao limão tahiti.

 Limão siciliano em Roma

Limão siciliano em Roma

O limão cravo (rosa ou caipira) eu conheço como limão capeta. Arde que dói. Também tem um pedigree questionável: parece ser um cruzamento de limão com mexerica. Talvez isso explica os gomos mais definidos. Apesar de ter o sabor bem ácido, ele é uma delícia e super perfumado. Para escolher, evite aqueles que estão com muitas manchas escuras e prefira os que estão levemente amolecidos. 

E o limão siciliano que, pelo que me consta, de siciliano não tem nada. Apesar do nome, esse limão não teve origem na Sicilia, mas sim na Ásia. Porém, os italianos sabem aproveitá-lo como ninguém. Sobremesas, sorvetes, pratos, frutas... Em Roma vi vários pés de limão siciliano. Amei!

Seguindo a mesma técnica do Tahiti, escolha os brilhantes e lisos. Ah, os mais macios (se apertar com a mão) tem mais suco!

Época

Segundo o site do ceagesp, o tahiti tem sua melhor produção entre dezembro e março. O site não dá informação sobre os outros limões. Mas pelas minhas pesquisas, o limão siciliano tem uma colheita mais reduzida (devido ao clima tropical do nosso país), o cravo nasce com facilidade e o galego eu realmente vou ficar devendo para vocês. Se souberem, escrevam nos comentários!

Se a vida te der limões...

Quando eu era criança havia um pé de limão capeta (o cravo) na casa da minha avó. Lá se usava pra temperar salada, limpar frango e fazer limonada. Era azedo que doía. Um dia meu avô desafiou que os netos chupassem, não me lembro de nenhum corajoso conseguir. 

Mas passados os anos, tomei caipirinha de limão capeta. Adorei. E olha que nem sou tão fã da bebida. Mas dá pra fazer muito mais do que um drink. Olha só algumas idéias:

E aí onde você mora? Tem qual tipo de limão? E eles tem nome diferentes? Me conta aqui!

Beijos,

Marina